Anuncie Aqui

CONAB INDICA AUMENTO DE ATÉ 63% NA PRÓXIMA SAFRA DE GRÃOS DO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) – A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou hoje a primeira estimativa da safra nacional de grãos de 2017, prevendo a colheita de: 214,8 milhões de toneladas, acréscimo de 28,4 milhões de toneladas ou 15,3% sobre a obtida em 2015/2016.

No caso do Nordeste, a expectativa é bem mais otimista que a pesquisa similar do ano passado. Segundo a Conab, a safra regional pode variar de 15,4 milhões até 16,3 milhões de toneladas com aumento entre 55,4% e 63,3% em relação à produção registrada no ano agrícola 2015/2016 (9,9 milhões de toneladas).

O levantamento, encerrado no início de outubro, abrange os seguintes produtos: caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE PRODUÇÃO SAFRA 2016/2017. PRODUTOS SELECIONADOS (*). EM MIL TONELADAS.

PRODUTO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

PRODUTO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

Algodão em caroço

 262,3

 221,7 

 241,3

(15,5)

 (8,0

Arroz

393,7

  429,9

 438,7

  9,2 

11,4

Feijão

 339,4

  566,4

  575,7

 66,9

 69,6

Mamona

18,7 

20,3

  32,6

 44,0

18,7 

Milho

3.598,8 

5.188,9 

5.529,2 

44,2

 53,6

Soja

5.107,1

  8.689,8

9.074,4

 70,2 

77,7

Sorgo

91,4

  90,9

 90,9

  (0,5)

(0,5)

NORDESTE

9.973,4 

15.499,1 

16.288,6

 55,4

 63,3

Fonte: Conab.  (1) Base: Out.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Concentração

A estimativa mais otimista da Conab indica a colheita de 9,1 milhões de toneladas de soja e 5,5, milhões de milho, ou seja, os dois produtos representam quase 90% do total de grãos, caso se confirme a previsão do limite superior.

Mesmo com estabilidade de área, o arroz vai render 438,7 mil toneladas ou até 11% a mais que período passado, com o Maranhão respondendo por quase dois terços da safra regional.

Dos 9,1 milhões de toneladas de soja do Nordeste, 4,7 milhões de toneladas são procedentes da Bahia e o restante do Maranhão (2,2 milhões) e do Piauí (2 milhões), sendo que neste estado, o crescimento da safra pode atingir 215% contra 82% da produção maranhense e 48% da Bahia.

Conforme a Conab, existe perspectiva de expansão em quase todas as culturas de grãos, graças, sobretudo, ao crescimento da produtividade. Na previsão mais otimista (limite superior), a safra do: algodão em caroço deve avançar 30,6%, o arroz 11%, o feijão 70%, a mamona 19%m o milho 53% e a soja 77%.

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE PRODUÇÃO SAFRA 2016/2017, POR ESTADO. PRODUTOS SELECIONADOS (*).

REGIÃO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

ESTADO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

MA

2.481,7

3.551,9

 3.667,4

 43,1

  47,8

PI

1.480,5

 2.845,4

  3.109,1

 92,2

110,0

CE

 227,4

 501,1

  501,1

 120,4

 120,4

RN

18,3 

24,6 

24,6 

34,4

34,4

PB

 33,1

  64,1

  64,1

 93,7

 93,7

PE

  67,9 

122,4

 129,1

  80,3

 90,1

AL

  44,5

 50,4 

50,4 

13,3

 13,3

SE

  345,2

  823,1

 823,1

 138,4

 138,4

BA

 5.274,8

 7.516,1

 7.919,7

  42,5

 50,1

NORDESTE

9.973,4 

15.499,1 

16.288,6

 55,4

 63,3

Fonte: Conab.  (1) Base: Out.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Área plantada

Em relação ao ano agrícola 2015/2016, na próxima safra espera-se um leve crescimento da área cultivada para o conjunto dos produtos selecionados no levantamento. A expectativa gira entre 0,3% e 4% de aumento, com variações maiores nos estados da Bahia, Maranhão e Piauí.

A área total pode alcançar 7,7 milhões de hectares, dos quais 6,7 milhões ocupados com soja (3,1 milhões de hectares), milho (2,4 milhões) e feijão (1,4 milhão de hectares).

Entre os estados nordestinos, a maior área cultivada é de iniciativa dos produtores baianos, com 3,12 milhões de hectares na projeção mais otimista, acréscimo de 8%. Em seguida, aparecem Maranhão (1,47 milhão de hectares) e Piauí (1,40 milhão/ha).

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE ÁREA PLANTADA SAFRA 2016/2017, POR ESTADO. PRODUTOS SELECIONADOS (*).

REGIÃO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

ESTADO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

MA

1.420,1

  1.428,3

1.474,0

  0,6 

3,8

PI

1.360,0

 1.305,2

 1.409,6

 -4,0

3,6

CE

850,3

 850,3

  850,3

  -

  -

RN

56,6

 56,6

 56,6

 -

  -

PB

173,1 

173,1

 173,1

 -

  -

PE

386,5

  368,0

 386,5 

-4,8

) -

AL

61,6

  61,6

 61,6

 -

  -

SE

195,9

  195,9

 195,9

  -

  -

BA

2.888,2 

2.978,8

  3.121,8

  3,1

 8,1

NORDESTE

 7.392,3 

7.417,8 

7.729,4

  0,3 

 4,6

Fonte: Conab. (1) Base: Out.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Produtividade

Em boa parte, o rendimento das lavouras nordestinas responde pelo otimismo na previsão da próxima safra. Considerados os produtos investigados pela Conab na região (algodão, arroz, feijão, mamona, milho, soja e sorgo), a produtividade esperada situa-se em 2.099 quilos por hectare, 55% acima da registrada na safra 2015/2016 (1.349 quilos).

Entre os grandes produtores de grãos da região o destaque é para o Piauí, onde o rendimento em relação à safra 2015/16 deve avançar 101% contra 42% do Maranhão e 38% da Bahia.

No caso dos produtos, a maior produtividade deve ocorrer na soja, com aumento de 62% sobre a obtida na safra 2015/16, seguida das lavouras de feijão, crescimento de 61%, e milho, com variação de 53%.

Em relação ao algodão, a pesquisa da Conab indica que o rendimento esperado de 42% na safra 2016/2017 deve superar a aguardada para as demais regiões brasileiras.

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE PRODUTIVIDADE SAFRA 2016/2017, POR ESTADO. PRODUTOS SELECIONADOS (*)

REGIÃO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2016/2017

VARIAÇÃO (%)

MA

 1.748  

  2.487

   42,3

PI

1.089 

2.193

 101,4

CE

267 

589

 120,7

RN

323

  435 

 34,6

PB

191

  370 

93,9

PE

176 

333

89,4

AL

722

  818 

13,3

SE

1.762

 4.202

 138,5

BA

1.826

  2.530

 38,6

NORDESTE

1.349

  2.099

 55,6

Fonte: Conab. (1) Base: Out.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Postada em 6 out.2016.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.