Anuncie Aqui

IBGE PREVÊ AUMENTO RECORDE DA SAFRA DE FEIJAO, MILHO E SOJA NO NORDESTE

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – O último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE (LSPA) mostra muito otimismo dos produtores rurais do Nordeste, apesar das incertezas quanto às condições climáticas em 2017. O estudo indica ampla recuperação das culturas de feijão (+109,1%), milho (95,2%) e soja (66,8%).

No geral, a safra do Nordeste deve alcançar 16,5 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas, crescimento de 73% sobre a de 2016.

Desse grupo de produtos pesquisado (algodão, amendoim, arroz, feijão, milho, mamona, soja, sorgo e amendoim) apenas a mamona e sorgo não apresentaram perspectiva de aumento em 2017.

NORDESTE. ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO (T) EM 2017. PRODUTOS SELECIONADOS.

Cultura

2016

2017

Var. (%)

Algodão (em caroço)

869.600

1.002.711

15,3

Arroz (em casca)

 276.923  

    430.728 

   55,5

Feijão

331.710

693.545

109,1

Milho

3.125.993

6.101.444

95,2

Mamona

21.302  

19.272

  - 9,5

Soja

5.100.185  

  8.506.962   

   66,8

Sorgo

136.180 

123.127

  - 9,6

Amendoim

9.563

10.610

10,9

Total NE

9.535.938  

 16.500.632    

  73,0 

Fonte: IBGE. LSPA Dezembro 2013. Elaboração Agência Prodetec.

Soja

Isoladamente, a cultura da soja poderá representar mais da metade da safra nordestina como um todo. A previsão é de que sejam colhidas 8,5 milhões de toneladas do grão este ano ante 5,1 milhões de toneladas, em 2016.

No caso da área a ser colhida, estima-se um total de 3.028 mil hectares, em 2017, uma variação de 5,4% sobre 2016 (2.872 mil hectares).

A produção nordestina de soja continua concentrada nos estados da Bahia (3,9 milhões de toneladas), Maranhão (2,5 milhões de toneladas) e Piauí (2,1 milhões de toneladas).

Em termos de relativos, entretanto, o avanço do Piauí (227%) é o maior entre os estados produtores de soja no país. O estado também espera confirmar a maior taxa de incremento do país em produtividade, estimada em 168,6%.

Milho e feijão

No Nordeste, a área ocupada pelo feijão deve crescer 31,4% em 2017 em relação ao ano anterior, passando de 1,1 milhão de hectares para 1,5 milhão. Quanto ao milho, a expansão aguardada é um pouco inferior: 23%, para 2,5 milhões de hectares ante 2 milhões na safra anterior.

Esse crescimento da área a ser colhida deve se refletir no avanço da produção. No caso do feijão a estimativa é de que dobre em relação a 2016, para 693,5 mil toneladas (331,7 mil em 2016), aumento de 109,1 %, com destaque para as produções da Bahia e do Piauí.

A safra de milho, por sua vez, pode crescer 95,2% em 2017, totalizando 6,1 milhões de toneladas contra 3,1 milhões de toneladas, em 2016. Os estados da Bahia e do Piauí se apresentam como os principais produtores de milho do Nordeste, seguidos pelo Maranhão.

Área ocupada

No geral, a área ocupada no Nordeste com cereais, leguminosas e oleaginosas deve crescer quase 15% em 2017 na comparação com o ano anterior.

Conforme o IBGE informa a área total deve subir para 7,7 milhões de hectares ante 6,7 milhões em 2016.

NORDESTE AGRICULTURA. ESTIMATIVA DA ÁREA CULTIVADA DE CEREAIS, LEGUMINOSAS E OLEAGINOSAS (HA) PARA 2017.

Cultura

Safra de 2016

Estimativa 2017

Var.(%)

Amendoim

 7.787

9.079

16,5

Algodão

283. 915   

    262.857

-7,4

Arroz

 244.733     

     262.505   

  7,3

Feijão

1.169.619

1.536.810

31,4

Milho

2.033.409

2.499.583

22,9

Mamona

 39.353       

  38.919

 -1,1

Soja

  2 872.597 

   3.028.467  

     5,4

Sorgo

109. 474    

109.474    

   0,0

TOTAL NE

 6. 751.387  

   7.748.204  

    14,8

Fonte: IBGE. LSPA Dezembro 2016. Elaboração Agência Prodetec. 

Postada em 20 jan.2017.

Voltar

 

AGRICULTURA NORDESTE. VBP DO ARROZ CAIU 84% NO MARANHÃO, EM DEZ ANOS

Brasília (Agência Prodetec) – Os estudos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sobre o valor da produção agropecuária...

AGRICULTURA. SAFRA DE ALGODÃO DO NORDESTE DEVE CRESCER 15,3% EM 2017

Rio De Janeiro (Agência Prodetec) – A produção de algodão em caroço do Nordeste deve crescer 15,3% este ano sobre...

IBGE PREVÊ AUMENTO RECORDE DA SAFRA DE FEIJAO, MILHO E SOJA NO NORDESTE

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – O último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE (LSPA) mostra muito otimismo dos...

Estudos e Pesquisas

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

FORÇA DE TRABALHO DE REGIÕES MAIS POBRES CONTINUA PENALIZADA PELA CRISE

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – De acordo com dados da PNAD Contínua, o Nordeste continua registrando a maior taxa de desocupação da força de trabalho entre as grandes regiões brasileiras: 16,3% no primeiro trimestre deste ano ante uma média de 13,7% para o país como um todo. Em relação ao quarto trimestre de 2016, quando cravou 14,4%, o aumento...

Veja também

ABASTECIMENTO IRREGULAR DE ÁGUA NÃO AFETA EXPORTAÇÃO DE FRUTAS FRESCAS DO NORDESTE

Brasília, 15 Maio 2017 (Agência Prodetec) - As exportações de frutas frescas do Nordeste cresceram mais de um quarto no...

NO NORDESTE, EXPORTAÇÕES VOLTAM A CRESCER MAIS QUE IMPORTAÇÕES

Brasília, 15 Maio 2017 (Agência Prodetec) - Nos quatro primeiros meses deste ano, observou-se expansão tantonas importaçõesquanto nas exportações do...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.