Anuncie Aqui

ABASTECIMENTO IRREGULAR DE ÁGUA NÃO AFETA EXPORTAÇÃO DE FRUTAS FRESCAS DO NORDESTE

Brasília, 15 Maio 2017 (Agência Prodetec) - As exportações de frutas frescas do Nordeste cresceram mais de um quarto no primeiro quadrimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2016. Isso significa que até agora o problema de ordem hídrica enfrentado pela região ainda não chegou a afetar os negócios do segmento.

Os dados levantados junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostram aumento da ordem de 27,5% nas vendas externas de frutas frescas realizadas pelo Nordeste. O montante apurado no período janeiro a abril alcançou US$106,1 milhões ante US$ 83,2 milhões no primeiro quadrimestre do ano passado.

As informações correspondem apenas aos negócios com seis frutas: melão, manga, limão, mamão, melancia e uva.

Uva em alta

Terceira maior fruta exportada no ano passado, com vendas totais de US$ 64,8 milhões, a uva apresentou desempenho altamente satisfatório em 2017 com um volume de negócios de US$ 5,9 milhões.

Apesar de pequeno, esse montante representa mais de dez vezes o conseguido no quadrimestre inicial de 2016(US$ 501 mil), o que indica um quadro de recuperação da atividade.

Em termos absolutos, no entanto, o melão foi a principal fruta fresca comercializada pelo Nordeste o no mercado internacional (US$ 39,3 milhões, aumento de 22,2% sobre o primeiro quadrimestre de 2016). Em seguida, aparecem manga (US$ 32,5 milhões), limão (US$ 11,6 milhões), mamão (US$ 9,5 milhões), melancia (US$ 7,3 milhões) e uva (US$ 6 milhões).

NORDESTE. EXPORTAÇÕES DE FRUTAS FRESCAS SELECIONADAS JAN.ABR.2017/JAN.ABR.2016  E EXERCÍCIO DE 2016. EM US$ 1,00.

PRODUTO

VALOR JAN.ABR.2017

VALOR JAN.ABR.2016

VAR.(%)

VALOR 2016

Melão

39.349.693

32.196.997

22,22

 148.692.087

 

Manga

32.573.171

24.763.695

31,54

      154.786.267

Limão

11.595.335

11.603.897

-0,07

        36.172.833

 

Mamão

9.448.661

                 8.955.170

5,51

         25.325.954

 

Melancia

7.219.019

5.182.886

-39,29

         30.717.466

 

Uva

5.956.623

501.172

1.088,53

         64.644.739

 

Total

106.142.502

83.203.817

27,56

460.339.346

Fonte: MDIC. Elaboração Agência Prodetec.

Estados

Nos primeiros quatro meses de 2017, o Rio Grande do Norte liderou as exportações de frutas frescas no Nordeste, no total de US$ 51,6 milhões entre melão (US$ 38,3 milhões), melancia (US$ 7,2 milhões), mamão (US$ 4.1 milhões), manga (US$ 1,7 milhão), banana (US$ 180 mil) e coco (US$ 128 mil). No mesmo período do ano passado, as vendas atingiram pouco mais de US$ 21 milhões.No Ceará, os negócios com frutas frescas fora do país experimentaram uma grande queda no quadrimestre inicial de 2017, consequência do retrocesso da produção nos principais polos de fruticultura do estado, a exemplo do Vale do Jaguaribe.

As vendas do melão entre janeiro e abril deste ano quase zeraram na comparação com o mesmo período de 2016. Conforme os dados do MDIC, as exportações do fruto somaram apenas US$ 258.2 mil ante US$ 17.7 milhões no mesmo intervalo do ano passado. Os negócios com o mamão ficaram relativamente estáveis – US$ 1.911 mil contra US$ 1.930 mil. Por sua vez, foram acentuadas as quedas no faturamento com banana (US$ US$ 736 mil ante US$ 3.179 mil) e manga (US$ 539,6 mil contra US$ 1.078 mil).

Na Bahia, houve queda de 18,8% nas exportações de limão (US$ 5,8 milhões)e elevação de 14% nas de manga (US$ 16,1 milhões) e de 19% nas de mamão (US$ 2,4 milhões).

A manga também liderou as vendas externas de frutas frescas em Pernambuco durante os primeiros quatro meses deste ano: US$ 14,2 milhões, incremento de 81,2% na comparação com o primeiro quadrimestre de 2016. As exportações de limão somaram US$ 5,1 milhões (+17%) enquanto as de uva apresentaram ampla recuperação, com faturamento da ordem de US$ 4,2 milhões contra US$ 372 mil no primeiro quadrimestre do ano passado.

Nos demais estados nordestinos, os negócios com frutas frescas no mercado internacional são bem mais acanhados.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.