Anuncie Aqui

Conjuntura

AGRICULTURA. NOVA PREVISÃO DA CONAB INDICA SAFRA DE GRÃOS 7% MAIOR NO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) – Acaba de sair o oitavo levantamento de safra de grãos realizado pela Conab relativo ao ano agrícola 2014/2015. A indicação é de uma produção de 202,2 milhões de toneladas, aumento de 4,4% sobre a safra anterior. Para o Nordeste, a Conab prevê produção de 18 milhões de toneladas, 7,2% acima da registrada no ano agrícola 2013/2014 (16,8 milhões de toneladas).

A área a ser colhida no Nordeste, 8,1 milhões de hectares, é um pouco menor que a da safra anterior (8,2 milhões) e representa quase 15% da área de todo o país (57,2 milhões de hectares). As maiores áreas são ocupadas pela soja (2.716 mil hectares), milho (2.710 mil hectares) e feijão (1.640 mil hectares).
A área com algodão registrou o maior declino de área entre as culturas graníferas do Nordeste, com 9,4% ante a safra anterior, seguindo-se mamona (-8,9%), milho (-6,5%) e arroz (-5,4%). As áreas de soja avançaram 4,4% e as de feijão, 0,1%.

Leia
 
NORDESTE. PRODUÇÃO DE GRÃOS DO PIAUÍ PODE SUPERAR A DO MARANHAO EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) – A produção de grãos do Piauí poderá superar a do Maranhão no próximo ano, caso se repita a configuração aguardada para a atual safra em termos de área, rendimento e produção.

Segundo o oitavo levantamento de safras da Conab, a estimativa é de um aumento de 23% na atual produção piauiense de grãos, totalizando 3.416 mil toneladas numa área de 1.428 mil hectares (aumento de 2,9%), o equivalente ao rendimento de 2.393 kg por hectare (+19,6% sobre a safra anterior).

No caso do Maranhão, a previsão é de queda de 8% na produção global em relação a 2014, totalizando 3.956 mil toneladas. A área plantada registrou recuo de 6,9%, para 1.647 mil hectares, enquanto a produtividade ficou em 2.490 quilos por hectare, com elevação de 2,4%.

Leia
 
NORDESTE IMÓVEIS. FORTALEZA LIDERA ALTA DE PREÇOS EM ABRIL

São Paulo (Agência Prodetec) – De acordo com a última pesquisa FipeZap, Fortaleza apresentou o maior índice de variação nos preços do metro quadrado de apartamentos novos, dentre as 20 cidades brasileiras analisadas.

A alta na capital cearense, em abril, foi de 1,62% na comparação com o mês anterior, o que reflete recuperação do mercado ante março quando o índice foi negativo (-0,27%). A média nacional subiu de 0,14% para 0,39%.

No Nordeste, o segundo maior aumento foi registrado em Salvador, com 091% contra -0,16% em março, enquanto no Recife alcançou 0,34% (-0,66% em março). Em ambas, cenário de recuperação a exemplo de Fortaleza.

Leia
 
ESTOQUE DE CRÉDITO NO NORDESTE ALCANÇA R$ 390 BILHÕES EM MARÇO

Brasília (Agência Prodetec) - O saldo das operações de crédito do Sistema Financeiro Nordestino alcançou R$ 390 bilhões no final de março último, aumento de 0,7% sobre o mês anterior e de 1,2% no acumulado do ano. O crescimento sobre março de 2014 foi de 13,3%. Em relação ao agregado nacional, o saldo atingiu R$ 3.060 bilhões, com expansão de 1,2% no mês e de 11,2% em 12 meses.

Entre as demais regiões, o saldo relativo ao Sudeste (R$ 1.629 bilhões), que representa 55% do total nacional, cresceu 1,2% no mês e 11,7% em 12 meses. Na região Sul totalizou R$ 542 bilhões, expansão de 0,7% e 10,5% nos mesmos períodos. No caso do Centro-Oeste, o saldo de R$ 312 bilhões correspondeu a variações de 1% e 16,5%, respectivamente. No Norte (R$114 bilhões), o crescimento foi de 0,6% no mês e de 9,2% em 12 meses.

Leia
 
AGRICULTURA. SAFRA DE MILHO PODE DIMINUIR NO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) - A produção nordestina de milho na safra 2014/15 poderá experimentar recuo de 3%, prevendo-se uma produtividade de 2.710 kg/ha, 3,8% acima da observada na safra anterior.

A estimativa foi feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com base no seu oitavo levantamento divulgado agora em maio, no qual aponta uma área de plantio de 2.710,1 mil hectares, 6,5% abaixo da safra 2013/14.

Em termos estaduais, Paraíba e Rio Grande do Norte se destacam dos demais por acenarem com significativos incrementos de produção em relação à safra 2013/14 (158 no caso paraibano e 75% no Rio Grande do Norte). Esse desempenho excepcional, no entanto, é consequência da pequena base de cálculo referente à safra passada, bastante afetada pela estiagem nos dois estados.

Leia
 
AGRICULTURA. QUEDA NO PLANTIO DE ALGODÃO NO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) – O sétimo levantamento de safra da Conab indica redução de 9,4% na área plantada com algodão no Nordeste, em 2015. A queda deve-se, sobretudo, ao recuo observado na Bahia, principal polo algodoeiro da região e segundo maior do Brasil. Lá os produtores deixaram de plantar 38 mil hectares influenciados pela redução dos preços da pluma no mercado internacional. Em compensação, prevê-se aumento de 4,7% a produtividade baiana.

No Maranhão, segundo produtor regional, a estimativa é de aumento de 14,9% na área, de 10,8% na produção e de 3,4% no rendimento.

Leia
 
COMÉRCIO DO NORDESTE SEGUE TENDÊNCIA NACIONAL DE QUEDA NO VOLUME DE VENDAS

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – O volume de vendas do comércio varejista ampliado no Brasil caiu 1,1% em fevereiro em comparação com janeiro. No acumulado do ano a queda foi de 7,5% e em 12 meses, alcançou -3,8%. Nos mesmos períodos a receita nominal foi de -0,2% e -1,7% e -1,9%, respectivamente.

No Nordeste, o volume do comércio varejista ampliado em fevereiro na comparação com o mês anterior ficou negativo em todos os estados, acompanhando o comportamento nacional que exclui apenas Roraima, onde o índice foi positivo (1%).

Os piores desempenhos foram observados na Paraíba (-13,4%), em Alagoas (-11,4%) e na Bahia (-10,4%). Nos demais, a variação ficou abaixo da média nacional (-10,3%). Ceará assinalou -9,8%; Piauí, -8,5%; Maranhão -8,4%; Pernambuco, -7,9%; Rio Grande do Norte, -5,5% e Sergipe, -2,2%.

Leia
 
PRODUÇÃO DE MILHO PODERÁ CRESCER MAIS DE 100% NA PARAÍBA E NO CEARÁ

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – Embora não apareçam entre os grandes polos da cultura no Nordeste, Paraíba e Ceará esperam incrementos significativos na safra de milho deste ano. A estimativa do IBGE (LSPA) divulgada ontem (10) é de um aumento de 120% na produção cearense e de 382% na paraibana, relativamente a 2014.

O bom desempenho dos dois estados decorre da ampliação de área e do rendimento da cultura por hectare. Mas nem por isso, eles integram o rol dos maiores produtores de milho do Nordeste, liderados por Bahia, Maranhão e Piauí.

Leia
 
NORDESTE. CUSTOS DOS FERIADOS PARA A INDÚSTRIA PODE CHEGAR A R$ 8,3 Bilhões

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) - Um levantamento sobre as potenciais perdas provocadas pelos feriados à indústria brasileira aponta que no Nordeste os prejuízos somam R$ 8.343 milhões Isso corresponde a 12,8 % do prejuízo encontrado para o país como um todo: R$ 64,6 bilhões ou 4,8% do PIB industrial brasileiro.

A estimativa, realizado pelos técnicos da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), considera o PIB diário como o valor máximo que poderia ser perdido pela indústria com um dia paralisado.

Em 2015, conforme o estudo, são nove feriados nacionais e sete pontos facultativos, dos quais três tornaram-se, por tradição, feriado em todo o país (segunda e terça-feira de Carnaval e Corpus Christi).

Leia
 
NORDESTE AGRICULTURA. PREVISÃO DE BAIXA NA SAFRA DE LARANJA EM 2015

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – A expectativa de produção de laranja do Nordeste, este ano, é de baixa em relação a 2014 em virtude da previsão de queda na Bahia e Sergipe, os dois principais estados produtores da fruta.

De acordo com o Levantamento Sistemático de Produção Agrícola do IBGE (LSPA), á área de plantio estimada em fevereiro último caiu 8,1% na comparação com 2014, prevendo-se uma safra em volta de 1.658 mil toneladas, 3,5% menor que a anterior, com produtividade de 13,6 toneladas por hectare.

Leia
 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Próximo > Fim >>

Página 11 de 36

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.