Anuncie Aqui

Estudos e pesquisas

NORDESTE: ENERGIA EÓLICA APRESENTA MERCADO PROMISSOR

Embora seu uso ainda seja incipiente no Brasil, são promissoras as perspectivas de crescimento para a energia eólica nos próximos anos, em razão de suas características de renovação e complementaridade em relação à fonte hídrica, bem como ao grande potencial eólico observado no País.

ener eol

AGÊNCIA PRODETEC - FORTALEZA, MAR.2011.

Leia
 
ESTUDO INDICA AUMENTO DE GASTOS E DA DEMANDA POR SERVIÇOS DE SAÚDE NO PAÍS

Um estudo do BNB-Etene sobre o setor de saúde no Brasil mostra que, para além do aspecto social, esse segmento é uma atividade com impacto significativo na economia do País em termos de valor adicionado, número de empregos, exportações e importações.

aumento-de-gastos-servicos-de-saude

Leia
 
PRODUÇÃO E ÁREA COLHIDA DE ARROZ NO NORDESTE

A produção de arroz avançou quase 80% no intervalo entre os censos agrícolas do país, com acréscimos generalizados nos estados, enquanto a área colhida registrou incremento somente no Maranhão, Piauí e Sergipe.

producao-e-area-colhida-de-arroz

Leia
 
CAMAÇARI E SÃO FCO. DO CONDE (BA) LIDERAM RANKING DOS MUNICÍPIOS EXPORTADORES

(Brasília 20. mar.2013 Agência Prodetec) – Camaçari (BA) e São Francisco do Conde (BA) foram os municípios nordestinos campeões em exportação no ano passado, com negócios da ordem de US$ 2,4 bilhões e US$ 2,1 bilhões, respectivamente.

São Luís do Maranhão aparece em terceiro lugar com vendas de US$ 1,5 bilhão, mas lidera, de longe, a lista dos maiores em importação com mais de US$ 6,8 bilhões, em 2012. O quarto lugar ficou com Luis Eduardo Magalhães (US$ 1,2 bilhão).

Outros quatro municípios registraram vendas acima de US$ 500 milhões, a saber: Mucuri (BA), com US$ 792,8 milhões, Maceió, com US$ 645,9 milhões, Dias D'Ávila (BA), com US5 545,1 milhões e Eunápolis (BA), com 516,9 milhões. Balsas (US$ 438,8 milhões) e Açailândia (US$ 415.4 milhões), ambos no Maranhão, completam a lista dos dez maiores municípios exportadores do Nordeste.

Leia
 
AGRICULTURA FAMILIAR PRODUZ 80% DO FEIJÃO NORDESTINO

Fortaleza, 12 Abr.2013 (Agência Prodetec) – A agricultura familiar continua responsável por mais de 80 % da produção nordestina de feijão, retendo boa parte dela para o seu próprio consumo. O perfil do produtor de feijão no Nordeste mudou um pouco no intervalo entre os censos agropecuários de 2006 e 1996, com a entrada de produtor de maior porte na atividade.

É o que mostra estudo realizado pelo BNB-Etene e já à disposição dos interessados no portal www.bnb.gov.br/etene/publicacoes. Entre 1996 e 2006, por exemplo, caiu em 17% o número de propriedades que colheram menos de 10 ha de feijão no Nordeste, de 1,24 milhão para de 1,02 milhão de estabelecimentos. Em contrapartida, aumentou o total de propriedades com mais de 10 ha de feijão, com destaque para o grupo com área colhida acima de 100 hectares.

Leia
 
AGRICULTURA NORDESTE: CAFEICULTURA EVOLUIU MUITO E AINDA APRESENTA GRANDE POTENCIAL

O Nordeste registrou avanços consideráveis na cultura do café nos últimos anos, mas a exploração do setor ainda está aquém de suas possibilidades.

cafeicultura

AGÊNCIA PRODETEC - SALVADOR, MAR.2013

(Agência Prodetec) - O Nordeste registrou avanços consideráveis na cultura do café nos últimos anos, mas a exploração do setor ainda está aquém de suas possibilidades. Uma alternativa interessante é uso maior de tecnologias de irrigação para elevar os níveis de produção e produtividade, o que acarretaria, inclusive, a liberação de áreas hoje ocupadas pela cafeicultura para outras opções de cultivo.

Leia
 
AGRICULTURA NORDESTE: BNB-ETENE MOSTRA PANORAMA SOBRE CULTURA DO SORGO

O sorgo em grãos pode substituir parte do trigo na composição da farinha e o tipo sacarino tem potencial para a fabricação de etanol e até cachaça. O seu uso alternativo também na alimentação humano sob diferentes formas fomentaria a produção do cereal no País e no Nordeste, em particular.

sorgo

Fonte: Agência Minas

AGÊNCIA PRODETEC - FORTALEZA, MAR.2013.

(Agência Prodetec) - O sorgo em grãos pode substituir parte do trigo na composição da farinha e o tipo sacarino tem potencial para a fabricação de etanol e até cachaça. O seu uso alternativo também na alimentação humano sob diferentes formas fomentaria a produção do cereal no País e no Nordeste, em particular.

Leia
 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Próximo > Fim >>

Página 17 de 26

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.