Anuncie Aqui

Estudos e pesquisas

AMENDOIM NO NORDESTE: CRESCE PLANTIO, MAS PRODUÇÃO NÃO SUPRE MERCADO REGIONAL
amendoim

 

Pouco frequente no semiárido nordestino, o amendoim pode representar uma boa opção para diversificar a agricultura familiar e elevar a renda de pequenos produtores, especialmente quando considerado o plantio em consórcio com outras culturas.

AGÊNCIA PRODETEC - FORTALEZA, MAR.2013.

(Agência Prodetec) - Pouco frequente no semiárido nordestino, o amendoim pode representar uma boa opção para diversificar a agricultura familiar e elevar a renda de pequenos produtores, especialmente quando considerado o plantio em consórcio com outras culturas. Sua grande vantagem é a facilidade de se agregar valor ao produto in natura, através da produção de guloseimas variadas que podem ser vendidas com facilidade em qualquer lugar.

Leia
 
NORDESTE AGRICULTURA: REGIÃO OFERECE MUITAS VANTAGENS À CULTURA DO MILHO

cultura-do-milhoO Nordeste apresenta uma série de vantagens para a produção de milho em relação a outras regiões brasileiras, de acordo com estudos divulgados pelo BNB-Etene.

AGÊNCIA PRODETEC - FORTALEZA, MAR.2013.

(Agência Prodetec) - O Nordeste apresenta uma série de vantagens para a produção de milho em relação a outras regiões brasileiras, de acordo com estudos divulgados pelo BNB-Etene. Dentre outras vantagens são listadas: terras a custo acessível, em alguns casos em áreas apropriadas à mecanização da lavoura; crédito; infraestrutura satisfatória para escoamento da produção; clima favorável para utilização do sistema de sequeiro, principalmente na área de cerrados; e a existência de instituições de pesquisa voltadas para o desenvolvimento do setor.

Leia
 
AVANÇOS DO NORDESTE VI - TECNOLOGIA: SALTANDO OBSTÁCULOS

O fato de estar na periferia dos centros desenvolvidos e enfrentar dificuldades de natureza variada, como a escassez de recursos, não impediu o Nordeste de saltar obstáculos em busca do novo. Seus empreendedores convivem com muitas épocas num mesmo espaço, desde o jovem empreendedor que lidera o comboio de turistas aventureiros pelas dunas do Rio Grande do Norte guiado por GPS, aos paraibanos responsáveis, desde a década passada, pela proeza de vender software na Europa e ver a surpresa do interlocutor quando diz que sua base de trabalho é Campina Grande (PB), no nordeste do Brasil.

O surto renovador nordestino está na adolescência ainda. Começou há 25 anos via instalação dos parques tecnológicos com o apoio do CNPq, universidades e Banco do Nordeste. Era apenas uma incubadora nos idos de oitenta. Hoje, são quase 100 de um total de 400 em operação no Brasil, em 2009. Dessas estruturas já saíram muitas empresas e processos inovadores, dando margem ao surgimento de novos mercados pela aproximação de pesquisadores e empresários em ambientes como as incubadoras de empresas.

Leia
 
AVANÇOS DO NORDESTE V - EM BUSCA DE NOVOS AVANÇOS E FERRAMENTAS

Com o fim da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) no governo FHC, o crescimento do Nordeste ficou cingido ao uso do crédito como ferramenta principal e à promoção de investimentos na infraestrutura econômica, tendo como esteio, em ambos os casos, o BNB, principal agente financeiro regional.

Recentemente, em Fortaleza, por ocasião das comemorações dos 58 anos de criação do BNB, foram muitas as discussões em torno dos obstáculos à maior integração da região ao dinamismo desenvolvimentista do País e da redução da distância que separa o Nordeste do Brasil abastado. Para chegar lá, há muitos desafios pela frente, dizem os especialistas participantes do XVI Fórum BNB de Desenvolvimento.

Leia
 
EXTRATIVISMO NO NORDESTE: DECADÊNCIA DA PRODUÇÃO DE JABORANDI NO MARANHÃO

Está cada vez mais dificil a atividade extrativista do jaborandi no Maranhão, uma planta largamente usada na medicina cuja coleta serve como fonte de renda complementar de camponeses e indígenas.

jaborandi

Leia
 
AVANÇOS DO NORDESTE IV - UM NOVO CICLO DE INVESTIMENTOS

Pelos dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do IBGE, o Nordeste manteve, durante as últimas três décadas do século XX, taxas médias anuais de crescimento do PIB superiores às registradas para o Brasil. Esse desempenho traduziu-se em melhoria de indicadores da região, como maior produção de bens e serviços, aumento da renda per capita, ampliação de infraestrutura, expansão do ensino, redução do analfabetismo e da mortalidade infantil, e elevação da expectativa de vida.

Mas, apesar da melhoria nos dados absolutos, nota-se pouco sucesso nas intervenções feitas até aqui pelo Estado brasileiro quanto à diminuição da diferença entre o Nordeste e a área mais desenvolvida do País. As taxas de crescimento regional ainda apresentam diferenças pequenas em comparação às do Brasil como um todo. "Basta ver que em metade dos municípios do semiárido as transferências via aposentadoria superam as receitas municipais, indicando a baixa atividade econômica", diz o economista cearense Sydrião Alencar, atual diretor de Gestão do Desenvolvimento do BNB, torcendo para que as políticas compensatórias adotadas pelo Estado brasileiro tenham continuidade visando à correção das grandes diferenças regionais que ainda persistem.

Leia
 
AVANÇOS DO NORDESTE III - MUDANÇA NA PAISASEM

"O Nordeste está no limiar de uma explosão de desenvolvimento".

Financial Times -- 5 abr. 2008

Para quem imagina o Nordeste como terra de miséria e seca (ou, às vezes, inundações devastadoras), causa espanto constatar que a região – tida como sinônimo de pobreza e preconceito - aos poucos, mas de forma contínua, está se transformando. Seja pelos investimentos estrangeiros, pela retomada da oferta de crédito por parte de bancos oficiais, ou mesmo devido à política de incentivos fiscais nem sempre bem vista por outras regiões, o fato é que a nova face do Nordeste já é perceptível, embora ainda persistam contrastes e má distribuição de renda.

Não é à toa que o fato seja reconhecido por uma das bíblias do capitalismo mundial. De fato, o jornal Financial Times, de Londres, constatou isso em duas longas reportagens sobre o Nordeste, destacando empreendimentos em andamento, a exemplo de imóveis de alto padrão para ser vendidos também no exterior, bem assim o acréscimo da demanda decorrente da explosão de uma "classe média emergente" e sedenta de consumo. Para o tradicional diário inglês, "o Nordeste está no limiar de uma explosão de desenvolvimento".

Leia
 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Próximo > Fim >>

Página 18 de 26

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.