Anuncie Aqui

Estudos e pesquisas

PESQUISA MOSTRA MARANHÃO, BAHIA E PIAUÍ COMO OS ESTADOS MAIS CORRUPTOS DO BRASIL

Existe uma correlação positiva e negativa entre a corrupção e o crescimento econômico. Ela o estimula nos estados menos corruptos e o retarda nos mais corruptos. Contudo, existe um limite para que os seus efeitos sejam benéficos à expansão: quando o índice de corrupção for menor ou igual a 0,4347, situação em que se enquadravam Piauí, Bahia e Maranhão no período do estudo (1998-2008).

prodetec-mapa-do-brasil
Fonte: Boll, José L.S., A corrupção governamental no Brasil. Construção de indicadores e análise da sua incidência relativa nos estados brasileiros. Dissertação de Mestrado, PUCRS, 2010.

Fortaleza – Os resultados de uma pesquisa pioneira sobre a corrupção e seus efeitos na dinâmica do crescimento econômico regional indicam que três estados do Nordeste necessitam de atenção quanto a políticas públicas de prevenção e controle: Piauí, Bahia e Maranhão, onde os indicadores de corrupção passaram dos limites toleráveis.

Leia
 
MANDIOCA NORDESTE. TRATAMENTO DA MANIPUEIRA PODE REDUZIR POLUIÇÃO

É o que informa trabalho realizado no interior de Alagoas com o objetivo de aproveitar esse resíduo para a produção de gás, minimizando os impactos da poluição ambiental provocada pelo descarte inadequado da manipueira oriunda do processo de fabricação da farinha de mandioca.

prodetec-mandioca
A manipueira como fonte de energia também é estudada na Universidade Federal de Alagoas.

AGÊNCIA PRODETEC Ω [OUT. 2014]

Maceió - Um estudo realizado por alunos do Instituto Federal de Marechal Deodoro, em Alagoas, sugere a realização de programas educativos para os produtores de farinha de mandioca com o objetivo de leva-los a adotar novas práticas e reduzir a poluição ambiental provocada pelo descarte inadequado da manipueira, que possui elevada carga poluidora e efeito nocivo aos seres vivos.

Leia
 
MANDIOCA NORDESTE. CARTILHA ENSINA USO DA MANIPUEIRA NA AGRICULTURA

A manipueira tem uma grande variedade de usos, desde complemento alimentar para os animais a arma eficiente para combater pragas e doenças na agricultura, fabricar sabão e vinagre e fortificar o solo, podendo, ser usada como adubo e fonte de produção de gás.

AGÊNCIA PRODETEC Ω [OUT. 2014]


Resíduo até há pouco tempo quase totalmente descartado no processo de fabricação de farinha e fécula da mandioca, a manipueira está saindo do ostracismo para ganhar prestígio como insumo agrícola, mostrando seu potencial como pesticida, adubo e fonte de energia, entre outros usos.

Leia
 
IMPACTOS DO BOLSA FAMÍLIA NA RENDA E HORAS DE TRABALHO DAS FAMÍLIAS POBRES

As famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família têm menos horas dedicadas ao trabalho, devido ao chamado efeito preguiça, e também recebem menos renda proveniente do trabalho. Essas conclusões constam de trabalho apresentado hoje (7) por economistas do RN e PE no Fórum Regional de Desenvolvimento, em Fortaleza.

prodetec-bolsa-familia-brasil

AGÊNCIA PRODETEC Ω [ 07 NOV. 2014]

Fortaleza - Quatro pesquisadores das universidades federais de Pernambuco (UFPE) e do Rio Grande do Norte (UFRN) reservaram um bom tempo de sua agenda acadêmica, no começo deste ano, para averiguar os impactos regionais do Programa Bolsa Família (PBF) sobre a renda e horas de trabalho das famílias pobres.

Leia
 
20 CIDADES DO NORDESTE ENTRE AS 100 MAIORES E MELHORES DO BRASIL
prodetec-jaboatao-dos-guararapes
Jaboatão dos Guararapes (PE) ficou bem colocada na pesquisa.

 

AGÊNCIA PRODETEC Ω [ 05 NOV. 2014]

Brasília – O primeiro índice das melhores e maiores cidades brasileiras, elaborado pela consultoria Delta Economics & Finance para a revista AméricaEconomia, mostra quão heterogêneas são as condições de vida entre elas. No ranking de 100 cidades analisadas aparecem apenas vinte localizadas no Nordeste, sob a liderança de Natal, 13ª posição em âmbito nacional.

Leia
 
NORDESTE AGROPECUÁRIA. VALOR BRUTO DE PRODUÇÃO SE RECUPERA COM ALTA DE 17,1%

Brasília (Agência Prodetec) – O último cálculo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para o Valor Bruto de Produção da agropecuária brasileira alcançou R$ 442,3 bilhões, com aumento de 2,1% sobre o apurado em 2013, sendo o maior desde o início da série, em l989.

A participação do Nordeste nesse montante foi estimada em R$ 41,7 bilhões, menos de um décimo do total, embora a taxa de crescimento de 17,1% tenha sido quase nove vezes maior que a observada em âmbito nacional.

No VBP da agropecuária do Nordeste a maior representatividade corresponde à produção agrícola, com R$ 32,9 bilhões, com destaque para as culturas de soja, milho, cana e banana. O VBP da pecuária nordestina, por sua vez, alcança R$ 8,8 bilhões, dos quais mais da metade procedem da produção de carne bovina (R$ 5 bilhões).

Leia
 
OS MUNICÍPIOS DO MARANHÃO COM MAIOR POTENCIAL DE CONSUMO

Dos 500 maiores municípios brasileiros em potencial de consumo somente 87 estão no Nordeste, precisamente 17,4% do total. As três economias principais da região – Bahia, Pernambuco e Ceará – respondem por R$ 388,4 bilhões dos R$ 636 bilhões estimados para o consumo das famílias, este ano, nos nove estados nordestinos. O destaque é para a Bahia, cujo potencial de consumo situa-se em torno de R$ 179,2 bilhões. O estado fornece também o maior número de municípios integrantes do ranking dos 500 maiores. O Maranhão aparece numa posição intermediária, até pelo tamanho de seu PIB, o quarto maior do Nordeste.

AGÊNCIA PRODETEC Ω [AGOSTO 2014]

São Luís – O estado do Maranhão tem apenas 11 municípios entre os 500 maiores do país em potencial de consumo. É o que revela pesquisa realizada pela IPC Marketing, a empresa responsável pelo mapa nacional de consumo (IPC Maps), elaborado com base em dados atualizados de fontes variadas.

Leia
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 26

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.