Anuncie Aqui

Estudos e pesquisas

MAIORIA DOS ESTADOS DO NORDESTE SOBE NO RANKING DE COMPETITIVIDADE

A situação deles, no entanto, deixa muito a desejar no contexto dos estados mais desenvolvidos: nem a Bahia, principal PIB regional e sexto maior do país, conseguiu ultrapassar o total de 43 pontos da média nacional. A pesquisa sobre o tema, realizada pelo grupo londrino que edita a revista The Economist, mostra que apenas São Paulo apresentou um nível de gestão e competitividade classificado como 'muito bom'.

AGÊNCIA PRODETEC Ω [JULHO 2014]

São Paulo – Em relação à primeira versão do estudo, de 2011, a maioria dos estados do Nordeste apresentou crescimento no ranking de gestão e competitividade de 2013, divulgado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Apenas Maranhão, Pernambuco, Sergipe e Bahia não registraram evolução no total de pontos obtidos no intervalo entre a primeira e a última pesquisa, perdendo posição no ranking nacional liderado pelos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Leia
 
AGRICULTURA. FATOR CULTURAL DIFICULTA EXPLORAÇÃO DO GIRASSOL NO NORDESTE –II

Experiências conduzidas em diferentes áreas do Nordeste, a exemplo do Meio Norte, deixam claro o potencial da cultura nos estados do Piauí e Maranhão. Na região de Chapadinha (MA), a 240 km de Teresina, o rendimento obtido em ensaios realizados no período de 2008 a 2011 superou a média nacional.

prodetec-girasol
Foto: Cleberson Flauzino Arantes

Por Ribamar Mesquita, para a AGÊNCIA PRODETEC [Junho 2014]

Teresina - Criador do Proálcool na década de setenta, o cientista baiano Bautista Vidal preferia o girassol à mamona como carro chefe do programa de biodiesel no país, especialmente do Nordeste, por ser mais viável sob os aspectos econômico e ambiental. Nesse sentido chegou a contatar governos de vários estados nordestinos então mais voltados para a exploração da mamona, a partir de indicação de Brasília.

Leia
 
AGRICULTURA. FATOR CULTURAL DIFICULTA EXPLORAÇÃO DO GIRASSOL NO NORDESTE

A opção histórica dos produtores nordestinos pelas culturas alimentares tradicionais é um dos gargalos para a introdução do cultivo do girassol na região, especialmente no segmento da agricultura familiar.

Leia
 
NORDESTE. DESAFIOS PARA SUPERAR A POBREZA EXTREMA NO SEMIÁRIDO

O quadro de pobreza do semiárido brasileiro retratado pela maioria dos estudiosos, moldado pela debilidade da economia local e a inapetência das prefeituras, não refletiria o panorama real e as perspectivas quanto à sua superação.

Leia
 
ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO MUITO BAIXO NOS MUNICÍPIOS DO NORDESTE

AGÊNCIA PRODETEC Ω [MAIO 2014]

Apesar dos avanços registrados nas áreas de educação e saúde, os municípios do Nordeste apresentam índices de desenvolvimento muito aquém do registrado nas regiões mais ricas do país. É o que mostra a última pesquisa do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) que avalia as condições de educação, saúde, emprego e renda dos 5.565 municípios brasileiros.

Leia
 
COMÉRCIO NORDESTE GANHARÁ MAIS 24 SHOPPINGS ATÉ 2017

Com potencial de consumo estimado em R$ 636,1 bilhões, o Nordeste continua atraindo investimentos variados, a exemplo de novos shoppings centers. Medido pelo número de empreendimentos a caminho – 24 até 2017 – o otimismo do setor quanto às perspectivas da região 'vai bem, obrigado'!

AGÊNCIA PRODETEC Ω [MAIO 2014]

É grande a expectativa de êxito da indústria de shopping center no Brasil para os próximos anos, seja pelo volume de faturamento do setor, seja pela perspectiva de seu crescimento até 2017. Em escala nacional, o ano passado entra para a história como o de maior número de inaugurações: 36 novos shoppings, boa parte nas capitais e grandes cidades do interior do Nordeste.

Leia
 
COM AUMENTO CONTÍNUO, POTENCIAL DE CONSUMO DO NORDESTE CHEGA A R$ 636 BI

AGÊNCIA PRODETEC Ω [ABRIL 2014]

São Paulo (Agência Prodetec) – A editora IPC Marketing acaba de lançar a sua mais nova versão sobre o potencial de consumo dos brasileiros, abrangendo dados dos 5.570 municípios do país. Conforme o estudo, a fatia do Nordeste nesse mapa se apresenta recorde, em 2014, com participação de 19,5% do conjunto nacional, ante 49,2% do Sudeste, 16,8% do Sul, 8,5% do Centro-Oeste e 6% do Norte.

Em termos de valores, o consumo estimado para o mercado do Nordeste deve atingir R$ 636,1 bilhões ante R$ 3.262 bilhões no país como um todo. A estimativa para o Sudeste é da ordem de R$ 1.605 bilhões contra R$ 548 bilhões do Sul, R$ 277,3 bilhões do Centro-Oeste e R$ 195,7 bilhões do Norte.

Leia
 
<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Próximo > Fim >>

Página 11 de 26

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.