Anuncie Aqui

ARRECADAÇÃO DE ICMS NO NORDESTE CRESCEU MAIS QUE NO BRASIL, EM 2011

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), no Brasil, deverá crescer 8,6%, em 2011, ante 11,8% no Nordeste, o equivalente a 1,8% e 4,8% em termos reais, respectivamente. Em volume, o saldo total deve alcançar R$ 293.931 milhões, dos quais R$ 45.681 milhões corresponderiam à participação dos estados nordestinos. Entre os estados, os maiores incrementos ocorreram no Maranhão, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte, com destaque para Pernambuco, onde a expectativa é de um aumento de 20,8%. Por sua vez, Sergipe e Alagoas devem registrar os menores avanços na arrecadação do ICMS, em 2011.

As estimativas constam da última edição da revista BNB Conjuntura Econômica que analisa alguns aspectos das finanças regionais nos últimos meses. De acordo com a publicação, a arrecadação do ICM no Brasil reflete o nível da de concentração espacial de renda no país, desde que apenas dez estados detêm, juntos, 81,5%, em média, do total recolhido no País, quase o mesmo percentual da participação deles (81,2%) no PIB brasileiro. O grupo inclui todos os estados do Sul e do Sudeste, mais Bahia, Pernambuco e Goiás.

Vale salientar que São Paulo, sozinho, alcança R$ 85.432 milhões, quase o dobro dos nove estados nordestinos.

Setor terciário

Conforme os técnicos do Etene, o bom desempenho na arrecadação de ICMS em Pernambuco foi consequência da evolução registrada no setor terciário e comercialização de p1etróleo que, juntos, representam 73,7% da arrecadação média do ICMS do Estado. O setor terciário também influenciou a arrecadação maranhense, com incremento da ordem de 21,3%.

Na outra ponta, a arrecadação de Sergipe foi prejudicada pela queda de 84,6% na rubrica dívida ativa, enquanto Alagoas amargou recuo de 19,7% no setor de petróleo, combustíveis e lubrificantes, que representa 14% do ICMS do Estado, e de 82,9% na dívida ativa.

tavela-arrecadacao

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.