Anuncie Aqui

PECUÁRIA DE CORTE NO NORDESTE: SEGUNDO ESTUDO DO BNB-ETENE BAHIA TEM AS MAIORES ÁREAS PARA ENGORDA

AGÊNCIA PRODETEC [JULHO 2011]
O Banco do Nordeste realizou um estudo sobre recria/engorda a campo de bovinos em 954 municípios de 11 estados de sua jurisdição a fim de identificar as melhores áreas para desenvolver a atividade de forma competitiva e aumentar a oferta de carne na região. A Bahia liderou a amostra com um total de 184 municípios.

As áreas foram escolhidas com base em dados dos censos agropecuários do IBGE (1995/1996 e2006), consideradas cinco diferentes variáveis: rebanho de engorda, densidade do rebanho, pastagem plantada, percentual de pastagens em boas condições, taxa de lotação e as taxas geométricas anuais de crescimento do rebanho de engorda e da pastagem plantada.

Os resultados do trabalho do BNB-ETENE, disponível no endereço www.bnb,gv.br/etene/publiccoes/consulta, indicam que apesar de sua grande extensão semiárida, o Nordeste possui um território considerável (696 mil km²) propício à atividade de engorda/recria. Quase metade (44%) dele, chamado grupo 1 e integrado por 140 municípios, apresenta indicadores superiores ao observado no segmento nacional da atividade e vem aumentando tanto o rebanho de engorda quanto as pastagens plantadas a um ritmo anual duas vezes maior que o registrado no Brasil como um todo. Nesse grupo foram identificados 56 municípios baianos.

Um segundo grupo, cujo potencial situa-se um pouco abaixo quanto ao primeiro, também se mostra vocacionado para a engorda de bovinos a campo. Esse conjunto abrange 256 municípios do Nordeste, norte do Espírito Santo e norte de Minas Gerais. Desse total, exatamente a metade (128) localiza-se na Bahia.

O rebanho de corte da Bahia cresceu a uma média anual de 3,6% no período 1996/2006, a segunda melhor taxa regional, logo após o Maranhão (8,3%), e um pouco acima da média regional (3,3%). Nesse mesmo intervalo, o rebanho de engorda estadual passou de 1.094 mil cabeças para 1.727 mil, enquanto a relação rebanho de engorda/população evoluiu de 0,09 para 0,12.

Áreas selecionadas
No grupo 1 constam os seguintes municípios, em ordem alfabética:Acajutiba, Angical, Araci, Baianópolis, Baixa Grande, Boa Vista do Tupim, Brejolândia, Caatiba, Canavieiras, Candeal, Cansanção, Castro Alves, Coaraci, Conceição do Coité, Elísio Medrado, Gavião, Guaratinga, Iaçu, Ibicuí, Ipirá, Itaberaba, Itagibá, Itagimirim, Itaju do Colônia, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Itapetinga, Itarantim, Itororó, Iuiú, Jucuruçu, Maiquinique, Mairi, Manoel Vitorino, Marcionílio Souza, Medeiros Neto, Mundo Novo, Muquém de São Francisco, Nova Canaã, Nova Redenção, Potiraguá, Prado, Queimadas, Rafael Jambeiro, Riachão do Jacuípe, Ribeirão do Largo, Ruy Barbosa, Santa Cruz Cabrália, Santaluz, Santana, Santanópolis, Serra Preta, Tanquinho, Teixeira de Freitas e Wanderley.

Já o segundo grupo é integrado pelos seguintes municípios: Aiquara, Almadina, Amargosa, Amélia Rodrigues, Andaraí, Anguera, Antônio Cardoso, Antônio Gonçalves, Aporá, Araças, Aurelino Leal, Barra do Choça, Barreiras, Barrocas, Belmonte, Biritinga, Boa Nova, Bom Jesus da Lapa, Brejões, Cabaceiras do Paraguaçu, Caém, Camacan, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Caravelas, Cardeal da Silva, Carinhanha, Cícero Dantas, Cocos, Conceição do Almeida, Conde, Coração de Maria, Coribe, Correntina, Cotegipe, Crisópolis, Cristópolis, Dário Meira, Encruzilhada, Entre Rios, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira da Mata, Feira de Santana, Filadélfia, Firmino Alves, Floresta Azul, Formosa do Rio Preto, Gongogi, Guanambi, Heliópolis, Ibiquera, Ibirapuã, Iguaí, Inhambupe, Irajuba, Iramaia, Itabela, Itabuna, Itaeté, Itambé, Itapé, Itapicuru, Itapitanga, Itaquara, Itiúba, Jaborandi, Jacobina, Jaguaquara, Jandaíra, Jeremoabo, Jussari, Laje, Lajedão, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Macarani, Malhada, Maracás, Mascote, Miguel Calmon, Monte Santo, Mucuri, Muniz Ferreira, Nova Itarana, Palmas de Monte Alto, Pau Brasil, Pé de Serra, Pedro Alexandre, Pintadas, Piritiba, Planaltino, Planalto, Porto Seguro, Presidente Tancredo Neves, Quijingue, Riachão das Neves, Riacho de Santana, Rio Real, Santa Cruz da Vitória, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Rita de Cássia, São Desidério, São Felipe, São Félix do Coribe, São Francisco do Conde, São Miguel das Matas, São Sebastião do Passé, Sátiro Dias, Saúde, Sebastião Laranjeiras, Senhor do Bonfim, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Serrinha, Sítio do Mato, Sítio do Quinto, Tabocas do Brejo Velho, Tanhaçu, Tapiramutá, Teodoro Sampaio, Terra Nova, Ubaíra, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Varzedo, Vereda e Vitória da Conquista.

Para saber mais sobre o estudo consulte a parte de publicações na página do BNB-Etene.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.