Anuncie Aqui

AGRICULTURA. MUNICÍPIOS DO NORDESTE BRILHAM ENTRE OS MAIORES PIBs DO PAÍS

Impulsionados pela soja, milho e a fruticultura, no caso de Juazeiro, sete municípios nordestinos ficaram entre os maiores PIBs agrícolas do Brasil, em 2014, com destaque para São Desidério (BA), líder nacional da produção de algodão, e dono do maior faturamento (VBP) da agricultura nacional.

Imagem SLC Agrícola
prodetec-nordeste-brilha

Lavoura da soja é a de maior valor produção da agricultura brasileira.

AGÊNCIA PRODETEC ππ [NOVEMBRO 2015]

Brasília (Agência Prodetec) – O município baiano de São Desidério voltou a se colocar no topo do ranking da agricultura brasileira com um valor bruto de produção (VBP) da ordem de R$ 2,3 bilhões, mais de R$ 100 milhões acima de Sorriso (MT), o segundo colocado.

Outros seis municípios do Nordeste também marcaram presença entre os 50 maiores VBP agrícolas do Brasil relacionados pelo IBGE em sua última pesquisa sobre o desempenho da agricultura nas comunas brasileiras.

É o caso de Formosa do Rio Preto (BA), sexto na lista, com VBP equivalente a R$ 1.421 milhões; Correntina (BA), 17º colocado, com R$ 1.029 milhões; Juazeiro (BA), 22º da relação (R$ 875,4 milhões); Barreiras (BA), 23° colocado (R$ 846,1 milhões), Luís Eduardo Magalhães (BA), 24º lugar (R$ 809,7 milhões) e Balsas (MA), 34º lugar na relação (R$ 645,5 milhões).

A tabela abaixo mostra os municípios nordestinos no ranking dos 50 maiores do país em termos de VBP – valor bruto de produção agrícola, em 2014. Valores nominais em R$ Mil.

 

Municípios                            VBP agrícola - RS                 Ordem no país                   

1. São Desidério/BA                     2.304.957                          1º
2. Formosa do Rio Preto/BA
         1.420.491                        6º
3. Correntina/BA                        
1.029.646                        17º
4. Juazeiro/BA                           
 875.451                           22º
5.
Barreiras/BA                           846.111                           23º
6.
Luís Ed. Magalhães/BA               809.725                          24º
7. Balsas
/MA                                 645.562                        34º

Fonte: IBGE. Elaboração Agência Prodetec.

Juazeiro: maior incremento

De acordo com o estudo divulgado pelo IBGE, o município baiano de Juazeiro, no Vale do São Francisco, foi, de longe, o que apresentou maior crescimento entre os 50 maiores VBP agrícolas do país: 171,3% em relação a 2013.

Todos os municípios nordestinos nominados nesse ranking tiveram desempenhos expressivos, bem acima da média apurada para o Brasil como um todo (8,1%).

No caso de São Desidério, por exemplo, chegou a 33,3% e no de Correntina, 49,1%. Formosa do Rio Preto avançou apenas 17,4%, um pouco abaixo do índice verificado em Balsas (20%). Por sua vez, a variação de Luís Eduardo Magalhães alcançou 58,1% e a de Correntina, 49,1%.

A maior contribuição para o VBP de São Desidério originou-se do algodão herbáceo, embora a soja tenha, igualmente, grande expressão econômica no município. São Desidério responde por 11% da produção nacional de algodão que, isoladamente, representa 53% do VBP da agricultura local.

Os municípios baianos garantiram também ao estado o posto de terceiro maior produtor nacional de mandioca, depois do Pará e Paraná.

Fruticultura

Embora excluída da lista dos 50 maiores VBP do país, Petrolina continua liderando a fruticultura brasileira com faturamento global da ordem de R$ 470,3 milhões, redução de 48,8% na comparação com 2013.

De acordo com os técnicos do IBGE, a queda foi consequência do preço médio da uva, principal fruta cultivada no município que também responde por boa parte da produção de manga, goiaba, banana e coco-da-baía.

Em termos setoriais, o VBP da fruticultura nacional somou R$ 25,4 bilhões, incremento de 9,3% em relação a 2013. Das 22 espécies de frutas investigadas as maiores participações referem-se à banana, com 21,8% no total, e à laranja (21,7%).

R$ 251 bilhões no Brasil

Em escala nacional, o VBP da agricultura alcançou R$ 251,2 bilhões, com destaque para as culturas de soja, cana, milho e café e algodão. Vale salientar que a soja foi o produto que mais contribuiu, em termos de valores, em 80% dos 50 maiores municípios agrícolas do país.

Conforme o IBGE, em 2014, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas (grãos) alcançou 194,6 milhões de toneladas, com alta de 3,5% sobre a de 2013 (188,1 milhões de toneladas).

No ranking dos 50 principais municípios produtores agrícolas brasileiros, cinco apresentaram queda no valor total de produção: Cristalina (GO), com 22,6%; Chapadão do Céu (GO), com 25,7%; Tibagi (PR), com 13,7%, Perdizes (MG), com 13,6% e Jataí (GO), com 3,6%.

A Pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM) 2014, que investiga 64 produtos da agricultura nacional e tem resultados para Brasil, grandes regiões, estados e municípios. As informações completas da PAM 2014 estão disponíveis no sitio do IBGE (www.ibge.gv.br).

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.