Anuncie Aqui

DESACELERAÇÃO DA ECONOMIA INFLUI NA QUEDA DA EXPORTAÇÃO DO NORDESTE

Brasília, 10 ago.2016 (Agência Prodetec) ­ O cenário negativo das economias mundial e nacional, com saquecimento nos principais centros mundiais e incertezas na condução da política econômica tanto nas américas como na zona do euro, tem­se refletido sobre o comércio externo do Brasil e do Nordeste, em particular, além de afetar o nível da atividade econômica de muitos países.

O pouco crescimento ou a estagnação mundial nos últimos anos implicou quedas na taxa de variação nos negócios de importação e exportação no país e na região nordestina, sobretudo, após o exercício de 2011, ano que assinalou valores recordes nas exportações do Brasil (US$ 256 bilhões, US$ 29,8 bilhões de saldo) e do Nordeste (US$ 18,8 bilhões, saldo negativo de US$ 5,3 bilhões).



Exportações nordestinas

Em 2016, até o final de julho, o Nordeste exportou US$ 7.053 milhões, equivalentes a 7,6% das exportações brasileiras. Deste total, US$ 1.587 milhões de produtos básicos, R$ 2.287 milhões de artigos semimanufaturados e US$ 3.117 milhões em produtos manufaturados. O restante corresponde a operações especiais (US$ 59,9 milhões).

Dentre os capítulos da NCM exportados pelo Nordeste no período janeiro a julho, destacam­se por ordem decrescente de valor: pasta de madeira (US$ 837,8 milhões), soja em grão (US$ 660,3 milhões), alumina calcinada (US$ 488 milhões), catodos de cobre (US$ 395,3 milhões) e automóveis (US$ 261,1 milhões).

Desses cinco produtos, os três primeiros acusaram quedas de 17,5%, 45,2% e 27,8%, respectivamente, na comparação com o período janeiro­julho de 2015.

As vendas de açúcar e 'fuel­oil' também registraram reduções expressivas nos sete meses iniciais de 2016 relativamente ao mesmo intervalo de 2015. A queda foi de 39,9% no primeiro caso e 47,7% no segundo. As exportações de açúcar totalizaram US$ 225,1 milhões contra US$ 206,2 milhões de 'fuel­oil'.

O bagaço de soja (US$ 185,4 milhões), o algodão (US$ 157,5 milhões) e o ouro (bulhão dourado para uso não monetário) completam o ranking dos dez maiores produtos exportados pelo Nordeste até julho. As vendas de bagaço cresceram 3,1%, as de algodão 31,3% e as de ouro, 14,4%.

NORDESTE. 10 MAIORES PRODUTOS EXPORTADOS. JAN.­JUL.2016/2015.

 

Produtos

Valor      US$

2016(*)

Part.% (**)

Valor  US$

2015(*)

Part.% (**)

Var.% (***)

Pasta química de madeira

 

837.815.349

 

11,88

 

1.015.413.317

 

12,48

 

‐17,49

Soja

660.358.602

9,36

1.205.698.798

14,81

‐45,23

Alumina calcinada

488.065.548

6,92

676.231.838

8,31

‐27,83

Catodos de cobre refinado

 

395.289.446

 

5,60

 

278.989.296

 

3,43

 

41,69

Automóveis

261.096.499

3,70

227.824.492

2,80

14,60

Açúcar

225.131.557

3,19

374.428.697

4,60

‐39,87

"FUEL­OIL"

206.202.554

2,92

394.515.042

4,85

‐47,73

Bagaços/resíduos do óleo de soja

 

185.450.497

 

2,63

 

179.793.207

 

2,21

 

3,15

Algodão

157.546.551

2,23

119.955.782

1,47

31,34

Bulhão dourado para uso não monetário

 

132.238.219

 

1,87

 

115.553.826

 

1,42

 

14,44

Fonte:MDIC. (*) Valor FOB em US$ 1,00 de janeiro a julho; (**) Participação na pauta estadual; (***) Variação entre os períodos indicados.

Balança comercial

Na comparação com o período janeiro­julho de 2015, quando atingiu US$ 6.448 milhões, o déficit da balança comercial nordestina caiu mais de um terço, para US$ 4.147 milhões, até julho deste ano. As exportações decresceram 13,3% no período, para US$ 7,05 bilhões, contra 23,2% das importações (US$ 11,2 bilhões).

No que toca aos principais blocos econômicos de destino das exportações nordestinas, a Ásia colocou­se como o principal comprador do Nordeste com US$ 1.936 milhões, pouco mais de 27% do total, seguido da União Europeia (US$ 1.678 milhões, equivalente a 23,4%. As vendas para a Ásia, sobretudo para a China, caíram 20% ante 7,9% nos negócios com os europeus.

VALOR EXPORTADO POR BLOCO - JAN.JUL2016

Bloco

Valor      US$

2016(*)

Part.% (**)

Valor  US$

2015(*)

Part.% (**)

Var.% (***)

Ásia (exclusive

Oriente Médio)

 

1.935.984.666

 

27,45

 

2.422.048.338

 

29,76

 

‐20,07

União Europeia

 

1.678.175.254

 

23,79

 

1.822.155.559

22,39

‐7,90

Sem agrupamento especifico

 

1.661.140.406

 

23,55

 

1.669.507.742

 

20,51

 

‐0,50

Associação Latino Americana de Integração ­ ALADI

1.290.453.890

18,30

1.211.271.604

14,88

6,54

Associação Europeia de Livre Comércio ­ AELC

 

138.448.154

 

1,96

 

227.934.034

 

2,80

 

‐39,26

Demais blocos

349.012.902

4,95

786.174.014

9,66

‐55,61

Fonte:MDIC.(*)ValorFOBemUS$1,00dejaneiroajulho;(**)Participaçãono total; (***) Variação entre os períodos indicados.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.