Anuncie Aqui

NORDESTE MANTEM POSIÇÃO NA LISTA DOS 100 MAIORES PIBs MUNICIPAIS DO PAÍS

A lista de municípios nordestinos no ranking dos 100 maiores Produtos Internos Brutos (PIB) manteve-se inalterada em 2014 na comparação com o ano anterior. Conforme o IBGE, 13 cidades foram relacionadas no ranking mais recente, total idêntico ao de 2013. Nele foram incluídos, além das capitais nordestinas, os municípios de Camaçari/BA, Jaboatão dos Guararapes/PE, Feira de Santana/BA e Cabo de Santo Agostinho/PE.

JOSE FIJJO MESQUITA PARA A AGÊNCIA PRODETEC Ω [DEZEMBRO 2016].

O município de São Paulo continua absoluto como o mais rico do Brasil, com um Produto Interno Bruto (PIB) da ordem de R$ 628 bilhões contra R$ 570,7 bilhões, em 2013, seguido de longe pelo Rio de Janeiro, com R$ 299,9 bilhões (R$ 282,5 bilhões, em 2013).

A lista top 10 dos PIBs do país tem, ainda, Brasília, com R$ 197,4 bilhões (R$175,3 bilhões antes); Belo Horizonte, com R$ 87,6 bilhões (R$ 81,4 bilhões, em 2013); Curitiba, com R$ 78,9 bilhões (R$ 79,3 bilhões anteriormente); Manaus, com R$ 67,5 bilhões (R$ 64 bilhões antes); Porto Alegre, com R$ 64 bilhões (R$ 57,3 bilhões anteriormente); Fortaleza, com R$ 56,7 bilhões (R$ 49,7 bilhões antes); Salvador, com R$ 56,6 bilhões (R$ 52,6 bilhões) e Recife, com R$ 50,6 bilhões (R$ 46,4 bilhões em 2013).

A tabela abaixo mostra o PIB de cada município nordestino no Top 100 nacional, no biênio 2013/14, bem assim a participação de cada um deles na composição do Produto Interno Bruto do Nordeste, em 2013 2014. Preços correntes em R$ Mil.

NORDESTE. MAIORES PIBs MUNICIPAIS NO RANKING DE 100 DO PAÍS - 2014. VALORES EM R$ MILHARES.

 

 

MUNICIPIO

CLAS. ENTRE 100   2013 / 14

VALOR PIB 2013

VALOR PIB 2014  

PART.% PIB/NE EM 2013 E 2014

Fortaleza

12º /11º

49 745 920

56.728.828

7,29----- 7,05 

Salvador

10º / 12°

52 667 933

56 624 041

  6,88----7,03

Recife

15º / 14º

46 445 339

50 688 395

6,43------6,30

São Luís

28º / 26°

 23 132 344

 26 326 087

3,20 -----3,27

Natal

36º / 39º

19 992 607

19 076 030

2,77------2,37

Maceió

42º / 40º

16 385 771

18 302 279

2,27----- 2,27

Teresina 

50º / 41º

14 803 635

17 762 266

2,05----- 2,21

Camaçari/BA

51º / 43º

 14 702 441

17.562.845

2,05------2,18

João Pessoa

49º  / 44º

14 841 805

 17 462 539

2,03----- 2,17

Aracaju

54º / 56º

13 918 124

14 893 787

1,93 ---- 1,85

Jaboatão dos Guararapes/PE

64º / 63º

11 952 021

13.217.350

1,65----- 1,64

Feira de Santana/BA

70º / 69º

10 840 566

11 733 553

1,50----- 1,46

Cabo de Santo Agostinho/PE

93º / 100º

Não constava

8 462 097

1,16  ----1,05

Fonte: IBGE. Elaboração Agência Prodetec. Nota: dados sujeitos a revisão.

 

Top 30 mais ricos

Para além dos municípios constantes do ranking dos 100 maiores PIBs do Brasil, outros também foram destacados pelo IBGE no relatório de Contas Nacionais 54 (Produto Interno Bruto - PIB dos Municípios, para os anos de 2010 a 2014).

É o caso, por exemplo, de Ipojuca (PE), Campina Grande (PB), Maracanaú (CE), Caruaru (PE), Mossoró (RN), Lauro de Freitas (BA), Imperatriz (MA), Caucaia (CE), Vitória da Conquista (BA), Olinda (PE), Petrolina (PE), Parnamirim (RN), Simões Filho (BA), Paulista (PE), Luis Eduardo Magalhães (BA), Sobral (CE) e Juazeiro do Norte (CE).

Do rol dos 30 municípios mais ricos do Nordeste registrou-se retrocesso de valores nominais em apenas três -- Natal, Ipojuca e Mossoró. Em alguns outros, houve conquista de maior espaço nesse ranking. Fortaleza desbancou Salvador do posto de maior PIB do Nordeste. Ipojuca foi superado por Cabo de Santo Agostinho.

Na comparação com 2013, os PIBs de Caruaru, Petrolina, João Pessoa e Mossoró subiram duas posições entre os maiores do Nordeste. Os maiores avanços, entretanto, ocorreram com Caucaia e Parnamirim, com três e cinco posições, respectivamente.

NORDESTE. MUNICIPIOS COM OS 30 MAIORES PIBs EM 2014.

 

MUNICIPIO

ORD.2014

ORD.2013

VALOR 2013 -  R$ BILHÕES

VALOR 2014 – R$ BILHÕES

Fortaleza

01

02

49,74

56,73

Salvador

02

01

52,66

56,62

Recife

03

03

46,44

50,69

São Luís

04

04

 23,13

 26,32

Natal

05

05

19,99

19,08

Maceió

06

06

16,38

18,30

Teresina 

07

08

14,80

17,76

Camaçari/BA

08

09

14,70

17,56

João Pessoa

09

07

14,84

17,46

Aracaju

10

10

13 92

14,89

Jaboatão dos Guararapes/PE

11

11

11,95

13,21

Feira de Santana/BA

12

12

10,84

11,73

Cabo de Santo Agostinho/PE

13

14

7,36

8,46

Ipojuca - PE

14

13

8,41

7,24

Campina Grande - PB

15

15

 6,53

7,54

Maracanaú-CE

16

17

6,25

6,74

Caruaru - PE

17

19

5,23

6,24

Mossoró - RN

18

16

6,53

6,22

Lauro de Freitas - BA

19

18

5,32

5,91

Imperatriz/MA

 20

20

5,03

5,80

Caucaia/CE

 21

24

4,55

5,51

Vitória da Conquista/BA

 22

21

4,93

5,39

Olinda/PE 

23

23

4,86

5,32

Petrolina/PE  

24

22

4,90

5,23

Parnamirim/RN

 25

 30

3,32

4,41

Simões Filho/BA

 26

  25

4,00

4,40

Paulista - PE

27

26

3,70

4,08

Luís Eduardo Magalhães/BA

 28

29

3,36

3,82

Sobral/CE

29

28

3,38

3,80

Juazeiro do Norte/CE

30

 *

*

3,78

Fonte: IBGE. Elaboração Agência Prodetec.
Nota – (*) Não constava; substitui Itabuna (27º lugar, em 2013).

 

Embora não conste dessa relação, o município de Guamaré (RN) registrou o maior avanço em 2014 relativamente ao ano anterior devido às atividades de refino de petróleo. Também aumentou sua participação o município potiguar de Cruzeta, onde predomina a exploração de uma jazida de minério de ferro.

Na outra ponta, a pesquisa de 2014 registra a queda do município de Santo Antônio dos Lopes (MA) em consequência da redução dos negócios no segmento de petróleo e gás.

Menores PIBs

A má distribuição de renda no Nordeste, a exemplo do que se verifica no país como um todo, pode ser observada na disparidade entre os 30 maiores e os 30 menores PIBs da região.

De acordo com os dados do IBGE, o conjunto do Produto Interno Bruto dos 30 menores PIBs do Nordeste não chega a superar os 15% da renda gerada pelo município de Juazeiro do Norte, o último classificado entre os 30 mais ricos da região.

NORDESTE. OS 30 MENORES PIBs POR MUNICÍPIO, EM 2013. EM R$ MIL.

MUNICIPIO/ESTADO

PIB EM 2014 -  R$ 

PIB EM 2013 –  R$ 

Santo Antônio dos Milagres/PI

 11.675

10.361

Viçosa/RN 

13.107

12.316

Coxixola/PB

13.749

12.882

São Luis do Piauí/PI

13.933

11.877

Aroeiras do Itaim/PI

14.177

12.284

Miguel Leão/PI

14.261

  9.678

Areia de Baraúnas/PB

14.544

14.507

Olho D'Água do Piauí/PI

14.608

13.047

Zabelê/PB

14.827

13.262

Parari/PB

 15.199

13.862

São Miguel da Baixa Grande/PI

 15.556

13.253

Lagoinha do Piauí/PI

15.956

12.487

São José do Brejo do Cruz/PB

16.066

13.634

Quixabá/PB

16.132

14.204

Francisco Macedo/PI

  16.691

13.451

Amparo/PB

17.079

16.228

Tamboril do Piauí/PI

17.097

14.196

Floresta do Piauí/PI

17.467

14.520

São Miguel do Fidalgo/PI

18.022

  15.142

Riacho de Santo Antônio/PB

18.163

15.662

Prata do Piauí/PI

 18.313

15.879

Pedro Laurentino/PI

18.511

14.556

São Domingos do Cariri/PB

18.570

 16.508

João Dias/RN   

18.607

n/d

João Costa/PI  

18.650

14.952

Novo Santo Antônio/PI

19.072

16.656

Curral Velho/PB 27º

19.190

16.770

Vera Mendes/PI 28º

19.207

16.122

Pau D'Arco do Piauí/PI

 19.349

n/d

Barreiras do Piauí

19.557

n/d

Fonte: IBGE. Elaboração Agência Prodetec. 

PIB per capita

As disparidades nas contas regionais se verificam igualmente quando se analisa a geração de renda em termos per capita. O PIB per capita do Distrito Federal, de R$ 69,2 mil, é quase duas vezes e meia o apurado para o país como um todo (R$ 28,8 mil), que, por sua vez, está bem acima da média nordestina. Na região pouquíssimos municípios superam esse patamar de renda.

Em estados como Alagoas, nenhum município tem PIB per capita igual ou superior à média brasileira. No Nordeste todo, o total de municípios com PIB per capita acima do nacional alcança menos de 7%.

Na Bahia, está também o município de maior renda per capita do Nordeste: Cairu, relacionado no 40º lugar entre os maiores PIBs per capita do país, com renda de R$ 102,1 mil. Em função da crise econômica, o município baiano perdeu espaço no ranking nacional visto que em 2013 ocupava a 14ª posição, com 158,4 mil. A crise também afetou os municípios de Santo Antônio Dos Lopes (MA) e Rosário do Catete (SE) que em 2013 integravam o rol das 100 maiores rendas per capita do Brasil.

Além de Cairu, no Nordeste também se destacaram em termos de renda per capita as cidades de Tasso Fragoso (MA), Ipojuca (PE), São Desidério (BA) e Saio Francisco do Conde (BA), todas integrantes do ranking dos 100 municípios de maior PIB per capita do país, liderado por Presidente Kennedy (ES), conforme a tabela abaixo.

NORDESTE. MUNICÍPIOS COM OS MAIORES PIBs PER CAPITA

MUNICIPIO/UF

ORD. BR

POPULAÇÃO

VALOR 2014

Pres. Kennedy/ES

01

11 221

815.093,79

Cairu - BA

40

17 457

102 138,11

Tasso Fragoso - MA

45

8.219

97.387,29

Ipojuca - PE

74

89 660

80 814,45

São Desidério/BA

79º

   32 078

   78 114,10

São Frco. do Conde/BA

86º

   38 838

   73 266,43

Fonte: IBGE.

Mesmo com a queda ocorrida em 2014 - na comparação com o ano anterior - a renda per capita de Cairu (R$ 102,1 mil) - quase quatro vezes a renda do brasileiro -- assemelha-se a de muitos países da Europa e América Latina.

Menores PIBs per capita

Conforme o estudo do IBGE, o menor PIB per capita, em 2014, foi R$ 3.085,49, do município de Mansidão (BA), cuja sustentação é a transferência de recursos federais, fato comum a centenas de outras comunas. Em Mansidão, 57% do valor adicionado bruto total refere-se à administração pública.

O trabalho do IBGE indica que 49,3% dos municípios maranhenses apresentam renda per capita inferior a R$ 6 mil ante 47% do Piauí e 32,6% da Bahia.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.