Anuncie Aqui

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA DO NORDESTE SE RECUPERA E PODE SUPERAR R$ 52 BI, EM 2017

De acordo com o Ministério da Agricultura, o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do país deve alcançar R$ 548 bilhões, em 2017, na estimativa de fevereiro, o que representa aumento de 3,2% sobre os R$ 531 bilhões do ano passado. Desse montante, a participação do Nordeste se aproxima dos 10%, o que significa um bom avanço em relação a 2016 quando as atividades rurais foram severamente afetadas na região, em virtude da persistência da seca.

tabela-2-20-04-17

Por José Fijjo Mesquita para a AGÊNCIA PRODETEC [MAR.2017]

Brasília - Os dados do Mapa mostram que o VBP do Nordeste deve alcançar R$ 522,1 bilhões, dos quais cerca de R$ 38.9 bilhões correspondem à participação da agricultura e o restante ao setor pecuário.

As estimativas realizadas pelos técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) levaram em conta o desempenho da safra de grãos e de outros produtos selecionados. No caso do Nordeste foram considerados os seguintes: algodão, arroz, amendoim, banana, batata inglesa, cana, café, cacau, cebola, feijão, fumo, laranja, maçã, mamona, mandioca, milho, pimenta do reino, soja, tomate e uva.

Como não foram contabilizados outros produtos relevantes para a agricultura regional, a exemplo de abacaxi, manga, mamão, melancia e limão, é aceitável afirmar que essa cifra para o VBP agrícola do Nordeste é bem mais robusta que a divulgada agora.

Segundo a Coordenação-Geral de Estudos e Análises do Mapa, as principais contribuições para o VBP do Nordeste, este ano, devem vir das lavouras de soja (R$ 10,8 bilhões), banana (R$ 5,5 bilhões), milho (R$ 4,6 bilhões), cana (R$ 4,3 bilhões), feijão (R$ 4,1 bilhões) e da bovinocultura (R$ bilhões).

NORDESTE. VBP LAVOURAS PRINCIPAIS. VALORES EM R$ MIL.

PRODUTO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Algodão

 1.845.894

  2.113.600

 2.753.485

 2.124.055

 2.445.232

Arroz

 699.353

 836.632

 449.394

 266.826

 497.607

Amendoim

 21.986

26.430

 23.921

 21.657

 27.463

Banana

3.946.450

3.946.450

3.563.709

5.607.296

5.509.901

Batata

 371.121

 481.428

  483.807

 609.837

 235.524

Cana

5.670.936

 5.374.827

4.347.455

3.939.065

4.386.559

Café

956.143

1.462.797

1.598.781

 1.094.179

1.676.385

Cacau

 967.632

 746.673

 825.860

 679.043

n/d

Cebola

 294.658

 347.418

 760.889

 564.730

 330.669

Feijão

 1.997.251

 2.245.411

 2.005.312

 1.787.052

 4.138.729

Fumo

142.146

145.429

156.271

56.340

102.931

Laranja

1.151.014

1.474.753

1.171.607

1.089.450

 1.114.253

Maçã

  ----

 2.859

 2.709

 125.200

 2.486

Mamona

 27.292

 70.096

 66.529

 40.663

 33.284

Mandioca

 1.336.911

 1.490.227

 1.172.192

 919.219

1.093.041

Milho

 3.296.721

4.429.638

4.554.886

 2.588.422

4.630.650

Pimenta do reino

 51.286

 85.048

 136.940

 140.153

123.666

Soja

 6.742.309

 8.021.833

 10.019.396

6.207.209

  10.830.824

Tomate

 1.732.536

 2.203.137

 2.015.246

 804.367

 706.792

Uva

 920.567

1.124.670

 978.663

 1.159.045

1.070.930

 TOTAL AGRICULTURA

 32.172.211

 36.711.175

37.087.056

 29.700.956

38.958.617

Bovinos

 859.218

 6.569.262

 7.690.545

 7.035.114

7.068.668

Frangos

1.894.985

 1.995.875

 2.178.883

2.235.874

1.990.318

Suínos

 131.799

140.446

 135.431

 121.292

 124.541

Leite

 1.677.217  

 1.777.949

 1.504.151

 1.430.488

1.509.456

Ovos

1.757.558

 2.055.130

 2.095.289

 2.225.934.505

 2.479.983

TOTAL PECUÁRIA

11.320.780

 

12.538.663

13.604.300

13.048.702

13.172.968

Fonte: MAPA. Elaboração Agência Prodetec.

Recuperação

Conforme a tabela acima, O VBP da agricultura do Nordeste apresenta grande recuperação relativamente ao ano passado. Destaques para a soja que deve evoluir de R$ 6,2 bilhões para R$ 10,8 bilhões; do milho, de R$ 2,5 bilhões para R$ 4,6 bilhões e do feijão, cujo VBP pode alcançar R$ 4,1 bilhões ante R$ 1,7 bilhão, em 2016.

O café também teve bom avanço em termos absolutos, de R$ 1,1 bilhão para R$ 1,6 bilhão, desempenho um pouco melhor que o aguardado para o algodão que deve aumentar de R$ 2,1 bilhões para R$ 2,4 bilhões.

Dos produtos agrícolas mais representativos apenas quatro apontam para um VBP menor que o obtido em 2016: uva (menos R$ 89 milhões), tomate (menos R$ 97,5 milhões), cebola (R$ 234 milhões) e batata (menos R$ 374,3 milhões).
No caso do VBP da pecuária, o estudo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento aponta para uma variação modesta, em 2017, podendo alcançar R$ 13,1 bilhões ante R$ 13 bilhões.

Dos produtos relacionados na pesquisa (bovinos, suínos, frangos, leite e ovos) somente a avicultura deve registrar um ligeiro recuo em 2017 na comparação com 2016. O melhor desempenho esperado é para a produção de ovos.

Distribuição espacial

O Valor Bruto de Produção (VBP) por estado indica a recuperação da atividade agropecuária em todos os estados do Nordeste os quais, em 2016, registraram perdas significativas em consequência da estiagem.

Os estados da Bahia, Maranhão e Piauí lideram o VBP agropecuário do Nordeste com R$ 22,8 bilhões, R$ 7,4 bilhões e R$ 4,7 bilhões, respectivamente.

Desses totais, as maiores participações referem-se ao VBP das lavouras: R$ 4,4 bilhões no caso do Piauí, R$ 5,5 bilhões no Maranhão e 18,2 bilhões na Bahia.

NORDESTE. VBP LAVOURAS PRINCIPAIS POR ESTADO. EM R$ MIL.

ESTADO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Maranhão

 4.541.057

5.049.340

4.843.570

3.280.229

5.545.241

Piauí

1.990.328

3.019.757

3.320.141

1.551.111

4.409.451

Ceará

1.660.497

1.865.182

1.276.003

1.368.735

1.622.323

R. G. Norte

607.409

 691.452

 597.669

 677.987

 776.662

Paraíba

866.305

 937.600

 749.154

 945.344

 1.096.858

Pernambuco

3.645.191

 3.860.402

 3.256.471

 3.411.095

 3.965.949

Alagoas

2.694.842

 2.601.755

 1.906.983

 1.792.789

 2.104.876

Sergipe

1.404.958

 1.456.526

 1.123.701

 843.035

 1.225.407

Bahia

14.761.623

 17.229.158

 20.013.362

 15.830.628

 18.211.847

Fonte: MAPA. Elaboração Agência Prodetec. 

Pecuária

Ao contrário da agricultura, cuja tendência é de ampla recuperação este ano, o VBP da pecuária se encaminha para um quadro entre estabilidade e leve reação na maioria dos estados nordestinos. Na comparação com 2016, aguardam-se pequenas variações no VBP da pecuária regional, embora a pesquisa tenha abrangido apenas cinco atividades: bovinos, suínos, frangos, leite e ovos.

NORDESTE. VBP PECUÁRIA POR ESTADO. VALORES EM R$ MIL.

ESTADO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Maranhão

1.722.866

 1.963.288

 2.188.681

 1.979.361

1.937.787

Piauí

329.722

 372.697

 412.942

 367.339

 360.725

Ceará

1.496.517

 1.883.373

 1.872.069

 1.852.110

 1.873.006

R. G. Norte

348.613

 391.567

 409.244

 392.300

 402.562

Paraíba

517.104

 625.609

 558.569

611.297

595.841

Pernambuco

2.004.160

2.154.889

2.331.164

2.249.877

2.340.586

Alagoas

489.076

570.213

 562.007

 547.189

549.111

Sergipe

484.196

525.237

 508.130

 511.679

525.007

Bahia

3.928.523

4.051.788

4.761.491

4.537.549

4.588.342

Fonte: MAPA. Elaboração Agência Prodetec. 

VBP dos estados

O Valor Bruto da Produção agropecuária (VBP) do Maranhão, estimado para 2017, é da ordem de R$ 7,4 bilhões. As lavouras devem contribuir com R$ 5,5 bilhões e a pecuária com R$ 1,9 bilhão. O Maranhão representa o segundo maior VBP agropecuário do Nordeste, depois da Bahia.

Os números divulgados pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) mostram que a soja e o milho são os carros fortes da atividade rural no Maranhão. Também são destacadas as culturas de mandioca (R$ 461,7 milhões), algodão (R$ 334,5 milhões) e arroz (R$ 251 milhões).

Em relação à pecuária, o maior valor bruto da produção refere-se à produção de bovinos, com R$ 1.865 milhões, que é o segundo mais relevante do Nordeste, atrás apenas da Bahia.

MARANHÃO. VBP LAVOURAS E PECUÁRIA. VALORES EM R$ MIL. FEV.2017. PRODUTOS SELECIONADOS.

PRODUTO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Algodão

 234.516

 246.934

 309.923

 245.495

 334.586

Arroz 

 478.450

579.185

285.817

 154.603

250.098

Banana 

147.468

135.892

162.002

192.610

152.046

Cana

 243.953

204.939

223.921

184.841

188.015

Feijão

 152.329

140.958

132.129

153.131

212.487

Laranja

 4.357

5.163

 4.080

2.929

2.601

Mandioca

504.509

607.599

497.848

405.125

461.708

Milho

 734.770

805.116

728.205

450.493

1.043.166

Pimenta do reino

779

 1.047

1.213

1.033

 760

Soja

 2.024.274

2.289.877

2.508.483

1.512.522

2.853.707

Tomate

 15.649

16.343

16.055

7.794

5.496

TOTAL LAVOURAS

 4.541.057

 5.049.340

 4.843.570

 3.280.229

5.545.241

VBP PRODUÇÃO PECUÁRIA

Bovinos

1.617.569

1.846.352

2.094.961

1.909.385

1.865.738

Suínos

 4.279

4.471.197

 4.364

3.867

 3.971

Frango

 -

    --

9.466

 11.092

Leite

101.018

 112.464

79.888

55.016

58.204

Total Pecuária

 1.722.866

1.963.288

 2.188.681

 1.979.361

1.937.787

TOTAL LAV.+ PEC.

6.263.924

7.012.627

7.032.251

5.259.590

7.483.028

Fonte: Produção lavouras: IBGE - LSPA, fev./17; Produção Pecuária:IBGE – pesquisas trimestrais do abate de animais; de produção de leite e de ovos de galinha. Considerou-se para o ano em curso a produção dos últimos quatro trimestres.

 Fonte Preços: FGV/FGVDados / Conab/ Cepea/ESALQ. ** Valores deflacionados pelo IGP-DI da FGV - fevereiro/2017. Elaboração SPA/MAPA.

**Nota: em abril de 2015, preços de laranja a partir de 2012 e frango a partir 2005, foram alterados para Conab e Cepea, respectivamente.

Estado do Piauí

No caso piauiense, o VBP estadual foi estimado em R$ 4,7 bilhões, mais de duas vezes o apurado em 2016, quando totalizou R$1.918 milhões.

O VBP agrícola deve alcançar R$ 4,4 bilhões, com destaques para a soja (R$ 2.442 milhões), milho (R$ 968,8 milhões), mandioca (R$ 138 milhões) e arroz (R$ 117,4 milhões).

O valor da produção pecuária piauiense é estimado em R$ 360,7 milhões, dos quais a maior parte referente à produção bovina (R$ 207,6 milhões).

PIAUI. VBP LAVOURAS E PECUÁRIA. VALORES EM R$ MIL. FEV.2017. PRODUTOS SELECIONADOS.

PRODUTO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Algodão

116.404

 145.555

 175.633

26.309

59.552

 

Arroz 

89.839

 142.38

 90.834

41.902

117.485

Banana 

53.729

 57.067

60.124

 83.310

 95.142

Cana

62.152

 69.510

 61.740

 53.295

 63.250

Cebola

---

43

---

64

0,9

Feijão

141.166

 155.875

 136.771

 96.256

519.241

Laranja

 2.205

 3.169

 2.261

 1.726

 1.748

Mamona

 111

 154

 109

 39

 383

Mandioca

59.481

65.636

89.258

62.456

138.095

Milho

 269.652

 549.1708

 573.799

 395.633

 968.848

Soja

 1.178.650

 1.817.267

 2.118.041

 784.104

 2.440.945

Tomate

16.936

12.922

 11.569

5.303

4.7534

Uva

 ---

 835

 ----

587

 3

TOTAL LAVOURAS

1.990.328

3.019.757

3.320.141

1.551.111

4.409.451

VBP PRODUÇÃO PECUÁRIA

Bovinos

186.916

 205.276

242.081

212.493

207.636

Suínos

 5.288

 5.688

5.393

 5.116

 5.253

Frango

 83.014

 90.724

94.103

 73.078

 65.052

Leite

20.499

25.504

21.664

18.855

 19.948

Ovos

 34.004

 45.504 

 49.701

57.796

 62.835

Total Pecuária

 329.722

 372.697

 412.942

 367.339

 360.725

TOTAL LAV.+ PEC.

 2.320.050

3.392.455

 3.733.083

 1.918.451

 4.770.176

Fonte: Produção lavouras: IBGE - LSPA, fev./17;  Produção Pecuária:IBGE – pesquisas trimestrais do abate de animais; de produção de leite e de ovos de galinha. Considerou-se para o ano em curso a produção dos últimos quatro trimestres.

 Fonte Preços: FGV/FGVDados / Conab/ Cepea/ESALQ. ** Valores deflacionados pelo IGP-DI da FGV - fevereiro/2017. Elaboração SPA/MAPA.

**Nota: em abril de 2015, preços de laranja a partir de 2012 e frango a partir 2005, foram alterados para Conab e Cepea, respectivamente.

Estado do Ceará

De acordo com a SPA, o valor bruto da produção agropecuária do Ceará na posição de fevereiro foi estimado em R$ 3.495 milhões, um pouco acima do resultado de 2016 (R$ 3.220 milhões).

Como consequência de cinco anos seguidos de seca no estado, com reflexos severos sobre as lavouras, o Ceará é o único estado do Nordeste em que o VBP pecuário supera o da agricultura. Enquanto as lavouras devem participar com R$ 1.622 milhões, a pecuária representa R$ 1.873 milhões.

O destaque do VBP da pecuária cearense é a produção de ovos (R$ 902 milhões), que equivale à quase metade contabilizada por todo o setor.

CEARÁ. VBP LAVOURAS E PECUÁRIA. VALORES EM R$ MIL. FEV.2017. PRODUTOS SELECIONADOS.

PRODUTO

VBP 2013

VBP 2014

VBP 2015

VBP 2016

VBP 2017

Algodão

 6.795

 7.805

  369

  1.564

 877

Amendoim

 1.450

2.337

 963

 352

 440

Arroz 

 48.966

 39.268.

 22.358

 13.858

  39.585

Banana 

  526.597

 499.068

 460.520

647.607

 766.100

Café

4.229

13.642

14.500

6.531

6.148

Cana

137.646

90.471

65.002

52.532

58.590

Feijão

211.401

 369.487

213.568

212.773

374.663

Fumo

591

488.

507

419

434

Laranja

 12.443

 17.118

 9.510

 8.853

 --

Mamona

 1.743

 2.477

 1.268

1.240

--

Mandioca

 154.542

 193.939

64.009

  83.727

 83.284

Milho

 62.676

184.232

 68.186

 75.524

 106.729

Tomate

489.269

 442.646

352.736

260.828

182.859

Uva

2.145

 1.890

2.503

2.657

2.589

TOTAL LAVOURAS

 1.660.497

 1.865.182

 1.276.003

 1.368.735

 1.622.323

VBP PRODUÇÃO PECUÁRIA

Bovinos

 333.712

  375.252

 432.200

 386.548

 377.712

Suínos

 41.478

 43.140

 42.301

 36.570

37.550

Frango

 104.320

 227.339

   239.557

 249.993

 222.538

Leite

 458.256

 470.100

 438.081

 342.201

 333.058

Ovos

 558.751

 767.541

 719.928

 836.796

 902.148

Total Pecuária

 1.496.517

1.883.373

 1.872.069

1.852.110

1.873.006

TOTAL LAV.+ PEC.

 3.157.015

3.748.5551

 3.148.073

3.220.845

 3.495.329

Fonte: Produção lavouras: IBGE - LSPA, fev./17; Produção Pecuária:IBGE – pesquisas trimestrais do abate de animais; de produção de leite e de ovos de galinha. Considerou-se para o ano em curso a produção dos últimos quatro trimestres.

 Fonte Preços: FGV/FGVDados / Conab/ Cepea/ESALQ. ** Valores deflacionados pelo IGP-DI da FGV - fevereiro/2017. Elaboração SPA/MAPA.

**Nota: em abril de 2015, preços de laranja a partir de 2012 e frango a partir 2005, foram alterados para Conab e Cepea, respectivamente.

CLIQUE AQUI e baixo a materia completa.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.