Anuncie Aqui

Transferências constitucionais superam ICMS

A distribuição dos recursos para o Nordeste entre janeiro e setembro de 2008 via FPE e FPM cresceu 22,4% e 23%, respectivamente, em comparação ao mesmo período de 2007. Isso indica elevação na arrecadação federal e significa que, pelo menos até setembro, a crise financeira internacional não gerou impactos relevantes na atividade econômica nordestina.

Os dados do levantamento de pesquisadores do BNB/ETENE estão disponíveis no endereço http://www.bnb.gov.br/projwebren/Exec/rcePDF.aspx?cd_rce=20. Os três maiores PIBs regionais, respectivamente, Bahia, Pernambuco e Ceará detêm as participações mais relevantes do FPM, em razão do número de habitantes. Com relação ao FPE a esses três estados associa-se o Maranhão, cuja participação é um pouco maior que a de Pernambuco.

Para o economista Ricardo Vidal, essas transferências continuam cruciais para os estados da região, especialmente os mais pobres. Basta lembrar que o volume recebido do FPE e o FPM supera a arrecadação via ICMS. Em 2007, os dois fundos representavam 103,8% do ICMS arrecadado no Nordeste. No período janeiro-agosto de 2008 equivaliam a 110,24%. Segundo ele, o aumento da relação pode significar que a arrecadação federal está em ritmo mais acelerado que o estadual, conseqüência, por certo, de uma melhor qualificação do sistema arrecadador da União e de maiores vazamentos no âmbito estadual, por conta de incentivos fiscais.

ICMS - A análise da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) no Nordeste mostra que no intervalo janeiro-agosto de 2007-08 houve um crescimento de 18,8%, um pouco abaixo da média nacional (19,3%). Apenas no Ceará, com 22,2%, a arrecadação do ICMS avançou mais do que em termos nacionais, apesar de ter uma política de desoneração fiscal para vários segmentos da economia. Na outra ponta, aparecem Alagoas (13%), Pernambuco e Sergipe (13,3%).

No total, a arrecadação nordestina do ICMS ficou em R$ 20,7 bilhões, dos quais R$ 6,8 bilhões a cargo da Bahia, R$ 3,9 bilhões de Pernambuco e R$ 3 bilhões do Ceará.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.