Anuncie Aqui

ELIMINAÇÃO DE EMPREGO FORMAL NO NORDESTE BATE RECORDE EM 2015

Brasília (Agência Prodetec) - O começo do ano impõe muitas dificuldades aos trabalhadores do Nordeste. O mercado de trabalho de 2015 está desbalanceado em relação a anos anteriores e registra mais demissões do que contratações. De janeiro a abril nada menos de 119 mil nordestinos foram eliminados de seus empregos com carteira assinada.

De acordo com o Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (a série ajustada), o maior volume de dispensas ocorreu nos setores industrial, com destaque para a construção civil e a indústria de transformação, e de comércio e serviços.

Em relação ao primeiro quadrimestre de 2014, quando alcançou – 27,7 mil, o saldo negativo cresceu 4,2 vezes, com destaques para Pernambuco, Alagoas, Ceará e Paraíba.

No acumulado de um ano, até abril último, as perdas foram de 6.899 postos de trabalho (saldo positivo de mais de 200 mil nos 12 meses, até abril/2014).

A análise dos dados mostra que entre abril de 2014 e abril de 2015 o panorama do emprego formal no Nordeste se deteriorou bastante em todos os estados nordestinos, com redução acentuada nas admissões.

O quadro mais sombrio afetou de forma especial as três maiores economias da região. A Bahia, por exemplo, passou de um saldo positivo de 42,8 mil postos de trabalho, para um déficit de 10,6 mil no período de 12 meses, finalizado em abril deste ano.

Em Pernambuco, as perdas foram mais significativas no mesmo intervalo (de um saldo positivo de 31,8 mil empregos, no intervalo de 12 meses findo em abril/2014, o estado teve déficit de 48,5 mil postos entre admissões e demissões, na posição de abril último.

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NO NORDESTE EM ABRIL – SALDO EM 12 MESES.

ESTADO

SALDO EM 12 MESES ABRIL.2014

SALDO EM 12 MESES ABRIL.2014

Maranhão

7.014

-1.554

Piauí

14.403

4.929

Ceará

56.143

27.448

Rio G. do Norte

17.247

1.739

Paraíba

1.809

7.409

Pernambuco

31.824

-48.537

Alagoas

8.498

7.373

Sergipe

14.289

4.954

Bahia

42.846

-10.660

NORDESTE

+211.073

-6.899

Fonte: Caged. Obs.: (+) Vagas criadas. (-) Vagas eliminadas. 

Abril negro

Nas contas do Ministério do Trabalho e Emprego, a situação de abril é das piores nos últimos anos, com o fechamento de 97,8 mil vagas em todo o país. Em apenas cinco estados registrou-se elevação no nível de emprego formal: Goiás (+2.285 postos), Distrito Federal (+1.053 postos), Piauí (+612 postos), Mato Grosso do Sul (+369 postos) e Acre (+95 postos).

Em âmbito regional, o Centro-Oeste foi a única região com resultado positivo (+ 421 postos).

Entre os estados do Nordeste, Pernambuco (20.154 postos a menos) e Alagoas (-13.269 postos) ficaram com os piores desempenhos, tanto na região quanto no país. Segundo os técnicos do MTE esse quadro desfavorável foi influenciado pelo desempenho do segmento sucroalcooleiro local.

O Ceará também experimentou um grande recuo no mês ao eliminar 3,5 mil empregos com carteira assinada.

Na posição de abril último, a queda no Nordeste foi de 43,5 mil postos de trabalho, quase o triplo na comparação com abril de 2014 (- 15,8 mil postos).

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NO NORDESTE NO PERÍDO JAN.-ABR 2015.

ESTADO

SALDO ABR.14

SALDO ABR.15

SALDO JAN-ABR.14

SALDO JAN-ABR.15

Maranhão

-434

-735

-7.077

-7.446

Piauí

+2.983

+612

5.433

572

Ceará

+4.463

-3.547

6.654

-11.378

Rio G. do Norte

+482

-1.345

1.444

-6.300

Paraíba

-1.245

-3.107

-2.090

-10.495

Pernambuco

-10.236

-20.154

-21.933

-56.406

Alagoas

-12.321

-13.269

-26.646

-15.434

Sergipe

-366

-2.039

1.439

-2.139

Bahia

882

-893

15.089

-9.908

NORDESTE

-15.792

-43.584

-27.687

-118.934

Fonte: Caged. Obs.: (+) Vagas criadas. (-) Vagas eliminadas. 

Áreas metropolitanas

No conjunto dos três principais centros econômicos do Nordeste, a situação agrava-se a cada mês no Recife, cuja área metropolitana acusou decréscimo de carteira assinada em abril. Foram menos 10 mil postos, mais que a soma dos contingentes observados nas regiões metropolitanas de Fortaleza (-3,7 mil postos) e de Salvador (- 4,5 mil).

No mesmo mês de 2014, a RMC acusava a perda de apenas 2,2 mil empregos formais contra 1,9 mil na área de Salvador enquanto na região de Fortaleza o saldo entre admissões e demissões era positivo (3,3 mil).

No acumulado do ano, até abril, as três maiores regiões metropolitanas do Nordeste se encontram em situação deficitária. Novamente a RMR oferece o pior panorama, com baixas de 35,1 mil postos em seu estoque de mão de obra ante 11,6 mil em Salvador e 9,8 mil na RMF.

Em 12 meses, o saldo de criação de empregos é positivo apenas para a região metropolitana de Fortaleza (16,6 mil) ante -49,5 mil para a RMR e -15,6 mil para a região de Salvador.

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS REGIÕES METROPOLITANAS DE FORTALEZA (RMF), RECIFE (RMR) E SALVADOR (RMS).

REGIÃO METRO.

SALDO ABR.14

SALDO ABR.15

SALDO JAN-ABR.14

SALDO JAN-ABR.15

Fortaleza (RMF)

3.310

-3.702

4.476

-9.784

Recife (RMR)

-2.302

-10.050

-6.554

-35.163

Salvador (RMS)

-1.626

-4.505

3.345

-11.608

Fonte: Caged. Obs.: (+) Vagas criadas. (-) Vagas eliminadas. 

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NOS ESTADOS DO NORDESTE NO MÊS DE ABRIL E NO ACUMULADO DE 2015 (JANEIRO A ABRIL). 

 

ESTADO

ADMISSÃO

DEMISSÃO

SALDO

VAR.%

ADMISSÃO

DEMISSÃO

SALDO

VAR.%

MA

14.745

15.480

-735

-0,15

62.112

69.558

-7.446

-1,52

PI

10.183

9.571

612

0,20

41.505

40.933

572

0,19

CE

39.391

42.938

-3.547

-0,29

167.194

178.572

-11.378

-0,92

RN

13.597

14.942

-1.345

-0,30

59.136

65.436

-6.300

-1,38

PB

11.805

14.912

-3.107

-0,75

53.462

63.957

-10.495

-2,48

PE

39.198

59.352

-20.154

-1,49

164.203

220.609

-56.406

-4,05

AL

8.504

21.773

-13.269

-3,63

40.173

55.607

-15.434

-4,19

SE

8.965

11.004

-2.039

-0,66

37.414

39.553

-2.139

-0,69

BA

60.933

61.826

-893

-0,05

255.835

265.743

-9.908

-0,54

 

Fonte: Caged.

 

Postada em 25 Maio 2015.

 

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.