Anuncie Aqui

CRISE ECONÔMICA JÁ IMPACTA NÍVEL DO CRÉDITO NO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) - Pela primeira vez em muitos meses o crescimento do mercado de crédito no Nordeste situou-se abaixo do país como um todo. Os dados do Banco Central para o mês de junho mostram que a evolução sobre maio foi de apenas 0,07% na região ante 0,6% no Brasil. No acumulado de 12 meses, a variação regional ficou em 9,9% contra 9,8% em escala nacional.

Segundo os técnicos do Bacen, esse desempenho já evidencia a desaceleração nos segmentos livre e direcionado do crédito em cenário de elevação de taxas de juros e contenção da demanda por consumo e investimento.

O saldo do sistema financeiro nacional alcançou R$ 3.102 bilhões em junho, dos quais R$ 1.465 bilhões referem-se à carteira de pessoas físicas e o restante (R$ 1.637 bilhões) a pessoas jurídicas. A relação crédito/PIB alcançou 54,5%, ante 54,4% no mês anterior e 52,8% em junho de 2014.

Participação regional

No caso do Nordeste, o montante chegou aos R$ 391.978 milhões e representa 12,6%, percentual que equivale à participação da economia nordestina no conjunto do país.

Entre as regiões brasileiras, o maior dinamismo do crédito ainda se encontra no Centro-Oeste, com evolução de 0,93% no mês e 13,3% em 12 meses. Considerados os últimos seis meses, o aumento foi de 4% no Centro-Oeste, 1,61% no Norte, 1,71% no Nordeste, 3,46% no Sudeste e 1,04% no Sul.

Em termos de volumes, a região Sudeste responde por 55% do crédito nacional (operações acima de R$1 mil), ou R$ 1.659 bilhões, o Sul por 17,5% (R$ 543,5 bilhões), o Centro-Oeste por 11% (R$ 318,5 bilhões), o Norte por 4% (R$ 115 bilhões) e o Nordeste pelo restante.

         SALDO DE CRÉDITO POR REGIÃO NO BRASIL. POSIÇAO EM JUN.2015

Data
mês/ 

Norte
R$ (milhões)

Nordeste
R$ (milhões)

Centro-Oeste
R$ (milhões)

Sudeste
R$ (milhões)

Sul
R$ (milhões)

jun/2014

107.341

356.567

280.916

1.505.887

505.341

jul/2014

107.512

359.478

281.807

1.509.399

505.750

ago/2014

107.979

363.329

284.547

1.523.101

511.696

set/2014

108.631

365.447

291.407

1.540.273

517.410

out/2014

109.573

369.550

294.915

1.552.174

520.731

nov/2014

110.946

375.649

298.977

1.570.413

527.387

dez/2014

113.527

385.377

306.255

1.603.091

537.925

jan/2015

113.354

386.326

307.613

1.602.523

537.316

fev/2015

113.193

387.159

310.251

1.608.686

538.334

mar/2015

113.878

390.057

313.213

1.628.788

542.292

abr/2015

114.134

389.401

314.010

1.632.383

542.560

mai/2015

114.469

391.674

315.573

1.646.296

543.973

jun/2015

115.362

391.978

318.516

1.658.623

543.551

        Fonte: Banco Central.

Peso da pessoa física

No Nordeste, a maior fatia do estoque global de crédito pertence às pessoas físicas: o saldo totalizou R$ 222,8 bilhões no final de junho, com 0,7% de variação sobre maio e de 13,4% em 12 meses. Em relação às pessoas jurídicas o montante foi de R$ 169,1 bilhões, redução de 0,9% no mês e de 5,6% em 12 meses.

Quanto à qualidade do crédito, no Nordeste a inadimplência geral (3,69%) ainda segue acima da média nacional (2,9%), embora tenha decrescido 0,11 p.c em relação a maio.

O crédito concedido às famílias mostra-se como principal vilão do indicador, em junho, totalizando 4,19% no Nordeste ante 4,33% em maio (3,7% em âmbito nacional). Nas operações com pessoas jurídicas, a inadimplência do sistema financeiro regional também observou decréscimo mensal de 3,11% para 3,04%, ainda superior ao patamar nacional (2,3%).

CREDITO NORDESTE POR VARIAVEL. POSIÇAO EM JUNHO 2015.

Data
mês/

Física
R$ (milhões)

PJuridica
R$ (milhões)

Total
R$ (milhões)

Ina.PF*
%

Ina.PJ*
%

Ina.Total*
%

jun/2014

196.531

160.036

356.567

4,71

2,33

3,64

jul/2014

198.423

161.055

359.478

4,73

2,36

3,67

ago/2014

200.871

162.457

363.329

4,77

2,52

3,76

set/2014

202.465

162.982

365.447

4,49

2,48

3,59

out/2014

205.456

164.094

369.550

4,52

2,52

3,63

nov/2014

208.357

167.292

375.649

4,41

2,48

3,55

dez/2014

213.049

172.328

385.377

4,13

2,33

3,32

jan/2015

215.094

171.232

386.326

4,21

2,44

3,43

fev/2015

215.544

171.615

387.159

4,27

2,51

3,49

mar/2015

217.762

172.295

390.057

4,13

2,55

3,43

abr/2015

218.983

170.418

389.401

4,23

3,05

3,71

mai/2015

221.217

170.457

391.674

4,33

3,11

3,80

jun/2015

222.893

169.085

391.978

4,19

3,04

3,69

 Fonte: Banco Central. (*) Inadimplência.


Postada em 10 ago. 2015.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.