Anuncie Aqui

NORDESTE. APESAR DA SECA, RENDIMENTO DO ALGODÃO SUPERA MÉDIA NACIONAL

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) - A produção nordestina de algodão em caroço deve alcançar 1.339 mil toneladas na atual safra, com aumento de 4% sobre a de 2014 (1.288 mil toneladas). A safra nacional aguardada ficaria em torno de 4.018 mil toneladas, -6,2% abaixo da anterior, distribuída numa área de 1.027 mil hectares, o que resultaria em 3 054 kg/ha.

De acordo com o último levantamento de safras divulgado pelo IBGE, a cultura algodoeira do Nordeste ocupa área de 368 mil hectares na atual safra, queda de 1,3% compensada com o aumento de 5,4% da produtividade regional de 3.640 quilos por hectare.

Esse rendimento poderia ser bem mais significativo não fora a seca que prejudicou a produção de estados como o Ceará e Rio Grande do Norte, cujo rendimento permaneceu muito baixo nos últimos anos.

Recorde

Pelos dados de julho do IBGE (LSPA), a produtividade do algodão no estado do Maranhão, de 4,2 mil quilos por hectare, é 37% maior que a observada para o país (3.054 kg/ha) e idêntica à obtida em Mato Grosso do Sul. O incremento foi de 2,4% em relação à safra anterior.

A área plantada de algodão no estado deve alcançar 21,3 mil hectares ante 17,7 mil em 2014, o que representa incremento de 15%. Por sua vez, a produção avançou 17,7%, para 89,7 mil toneladas.

Segundo maior produtor nacional, o algodão na Bahia ocupa uma área de 331,6 mil hectares na safra atual, ficando 2,8% abaixo na comparação com a observada no ano passado. A produção deve crescer 2,8%, num total de 1,2 milhão de toneladas, contra 1,1 milhão de toneladas na safra anterior. A produtividade na Bahia deve se situar em torno de 3.608 kg/ha, acima, portanto da media nacional.

No Piauí, hoje o terceiro maior produtor de algodão do Nordeste, a safra deve atingir 52,6 mil toneladas, abrangendo uma área de 14 mil hectares, com rendimento de 3,7 mil quilos por hectare. Em relação a 2014, o incremento esperado é de 17,1% na produção e de 22% na área.

Nos demais estados nordestinos, a produtividade apurada para o algodão em caroço está muito aquém da média nacional: 470 kg no Ceará, 925 kg no Rio Grande do Norte, 1.000 kg na Paraíba, 1.385 kg em Pernambuco e 475 quilos por hectare, em Alagoas.

ALGODÃO EM CAROÇO. SAFRAS E ÁREA PLANTADA NO NORDESTE.

LOCAL

SAFR A 2014 (T)

SAFRA 2015 (T)

VAR.(%)

ÁREA PLANTADA 2015 (Ha)

VAR.(%)

Brasil

4 289 419

4 018 158

-6,3

1 037 965  

-9.7

Nordeste

1 288 208

1 339 685

4,0

368 045

-1.3

-MA

76 249

89 774

17,7

21 375

15,0

-PI

44 945

52 610

17,1

14 039

21.9

-CE

2 410

 180

-92,5

383

-71,3

-RN

496

307

-38,1

332

-57,3

-PB

23

 221

860.9

221

590,6

-PE

49

18

-63,3

13

-84.1

-AL

40

38

-5,0

80

-5,9

-BA

1 163 996

1 196 537

2,8

331 602

-2,8

Fonte: IBGE-LSPA jul.2015. Elaboração Agência Prodetec.

Postada em 15 ago.2015.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.