Anuncie Aqui

NO NORDESTE, EMPREGO FORMAL TEM SALDO POSITIVO EM AGOSTO

Brasília (Agência Prodetec) – O Nordeste foi a única região do país a apresentar saldo positivo na geração de empregos no mês de agosto, totalizando 893 vagas, com destaque para seis de seus nove estados: Paraíba, Alagoas, Maranhão, Ceará, Sergipe e Piauí que lideraram o ranking de criação de vagas. Em Pernambuco, Rio Grande do Norte e na Bahia, o quadro foi negativo.

No país como um todo o panorama foi de queda (0,21%) no comparativo com o mês de julho, o mesmo ocorrendo com as demais regiões brasileiras, sobretudo Sudeste (-54.190 postos ou -0,25%) e Sul (-27.856 postos ou -0,38%).

A tabela do Ministério do Trabalho, abaixo, detalha o comportamento do emprego formal nas grandes regiões brasileiras em agosto, no acumulado do ano e em 12 meses.

prodetec-03-10-15-1

Estados nordestinos

De acordo com os dados do Caged, divulgados pelo Ministério do Trabalho, nesta sexta-feira (25), o saldo de empregos formais na Paraíba (admissões menos demissões) encerrou agosto com 4.293 vagas ante 2.505 em Alagoas, 947 no Maranhão, 871 no Ceará, 722 em Sergipe e 613 no Piauí.

A situação de Rio Grande do Norte (saldo negativo de 285 postos), Pernambuco (-1.920 vagas) e Bahia (- 6.853 vagas) acabou impedindo melhor comportamento do mercado formal de trabalho no âmbito da região nordestina.
Conforme os registros do Caged, o bom desempenho do mercado de trabalho na Paraíba foi influenciado positivamente pelas indústrias de alimentos e química, e pelo setor agropecuário. A indústria alimentícia também impactou o comportamento observado no estado de Alagoas.

COMPORTAMENTO DO EMPREGO NOS ESTADOS DO NORDESTE. SALDO EM AGOSTO, SEM AJUSTES

Estado

Admitidos

Desligados

Saldo

Var. % s/estoque de Julho

Maranhão

16.683

15.736  

 947

 0,19

Piauí

10.979

10.366

 613

 0,20

Ceará

42.611

 41.740

 871

 0,07

R.G.do Norte

14.483

14.768

-285

-0,06

Paraíba

16.324

12.031

4.293

1,06

Pernambuco

38.999

40.919 

-1.920

-0,15

Alagoas

11.215

 8.710

 2.505

 0,74

Sergipe

 9.309

  8.587

 722

  0,24

Bahia

51.731

58.584

- 6.853

-0,38

BRASIL

1.392.343

1.478.886

-86.543

- 0,21

Fonte: CAGED-Ministério do Trabalho. 

Acumulado

No acumulado do ano, entretanto, o nível de emprego continua periclitante no Nordeste com o fechamento de 189,1 novos postos de trabalho entre janeiro e agosto, segundo pior desempenho entre as regiões do país. Em 12 meses, o saldo também continua negativo com perdas de 140,2 mil postos.

Entre janeiro e agosto, somente o estado do Piauí registrou saldo positivo no balanço admissões versus desligamentos. Os piores desempenhos ficam com Pernambuco (-79.450 postos), Bahia (-37.224) e Alagoas (-25.488 vagas).

Considerado o período de 12 meses, o resultado da geração de emprego com carteira assinada aponta déficit de 140,2 mil postos, com situação positiva em apenas três estados da região: Ceará, Piauí e Alagoas. Os piores desempenhos correspondem à participação de Pernambuco, Bahia e Maranhão.

Postada em 14 set.2015.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.