Anuncie Aqui

COMÉRCIO. VENDAS SEGUEM EM QUEDA NO NORDESTE E NO PAÍS

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) - O comércio varejista brasileiro apresentou em agosto quedas de -0,9% em volume de vendas e de -0,2% na receita nominal, na comparação com o mês anterior.  De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE, na série sem ajustes sazonais esse é o sétimo resultado negativo seguido para o volume de vendas, totalizando perdas de 6,4% ante agosto de 2014.

Nos oito primeiros meses do ano, em termos de volume de vendas, a redução alcança 3%. Para a receita nominal de vendas, os mesmos indicadores apresentaram variações de: 1,1% frente a agosto de 2014, 3,7% no acumulado no ano e de 4,9% nos últimos 12 meses.



No caso do comércio varejista ampliado, que soma varejo e o comércio dos setores de material de construção e de veículos, motos, partes e peças, a variação em relação a julho de 2015 ficou em -2%, para o volume de vendas e em -0,9% para a receita nominal, ambas na série com ajuste sazonal.

Conforme os técnicos do IBGE, ante agosto de 2014, o varejo ampliado recuou 9,6% para o volume de vendas e de -2,5% na receita nominal de vendas. No que tange às taxas acumuladas, os resultados foram de -6,9% no ano e de -5,2% nos últimos 12 meses, para o volume de vendas, e de -0,6% e 0,8% para a receita nominal, respectivamente.

Desempenho no Nordeste

Embora a PMC não agrupe o desempenho do comércio varejista por região é possível inferir o mal desempenho da atividade no Nordeste a partir do resultado obtida pelos seus estados e a média nacional de -0.9%.

Pelos dados do IBGE, no comércio varejista o Ceará apresentou variação positiva de 0,2% no seu volume de vendas, colocando-se em terceiro lugar entre todos os estados brasileiros, após Mato Grosso do Sul e Acre, ambos com 0,4%. Na comparação com o mês de julho, considerada a série com ajuste sazonal, 23 unidades da Federação registraram decremento nesse item, das quais Paraíba (-4,9%) e Alagoas (-3,3%) foram os maiores destaques ao lado de Tocantins (-4,4%).

VAREJO NO NORDESTE. VARIAÇÃO DO VOLUME DE VENDAS EM AGOSTO 2015

Estado

Var.% mês /Mês imediatamente anterior

Var.% mês/mesmo mês ano anterior

Maranhão

-0,7

-9,1

Piauí

-0.6

-6,2

Ceará

+0,2

-5,2

Rio G. do Norte

-0,9

-5,9

Paraíba

-4,9

-12,9

Pernambuco

-1,2

-10,3

Alagoas

-3,3

-14,8

Sergipe

-2,2

-6,9

Bahia

-1,9

-12,2

BRASIL

-0,9

-6,7

Fonte: IBGE-PMC agosto. Elaboração Agência Prodetec.

Considerando os resultados do comércio varejista ampliado acumulado em 2015, a tabela abaixo mostra cinco estados nordestinos com desempenho superior ao do Brasil, que ficou em - 6,9%: Rio Grande do Norte (-2,6%), Sergipe (- 2,9%), Ceará (-4,5%), Piauí (-6,2%) e Maranhão (6,4%). Nos demais, o desempenho foi inferior ao do Brasil, sendo a Paraíba o estado com o pior índice (12%).

NORDESTE. COMÉRCIO VAREJISTA AMPLIADO. VARIAÇÃO ACUMULADA

Estado

Variação % no ano

Variação % em 12 meses

Maranhão

-6,4

-2,6

Piauí

-6,2

-3,0

Ceará

-4,5

-1,6

Rio G. do Norte

-2,6

-0,5

Paraíba

-12,0

-7,0

Pernambuco

-7,3

-4,3

Alagoas

-8,1

-5,2

Sergipe

-2,9

-1,2

Bahia

-7,2

-4,7

BRASIL

-6,9

-5,2

Fonte: IBGE-PMC agosto. Elaboração Agência Prodetec.

Postada em 23 Out 2015.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.