Anuncie Aqui

NORDESTE. FORTALEZA REGISTROU MAIOR VARIAÇÃO NO PREÇO DE IMÓVEL EM 2015

São Paulo (Agência Prodetec) - No ano em que a inflação chegou perto de 11%, o preço dos imóveis nas três principais cidades do Nordeste apresentou queda em termos reais. A variação ficou em 0,04% no Recife, 2,40% em Salvador e 5,99% em Fortaleza, abaixo do crescimento médio registrado nas 20 cidades acompanhadas pelo índice FipeZap.

No acumulado de 2015, o preço médio do metro quadrado para apartamento com venda anunciada variou 1,32% para uma inflação estimada em 10,72% no período, o que representa queda real de 8,4%.

Conforme a pesquisa, o valor médio anunciado do metro quadrado fechou dezembro em R$ 6.003,00 no Recife contra R$ R$ 5.818.00 em Fortaleza e R$ R$ 4.667,00 em Salvador, enquanto a média nacional situou-se em R$ 7.613,00.

Rio de Janeiro, com R$ 10.438,00 e São Paulo, com R$ 8.619,00, continuam como as cidades com os maiores preços por M2. A capital pernambucana é a sexta no ranking nacional, Fortaleza, a nona e Salvador a 17ª.

O Índice FipeZap, desenvolvido em conjunto pela Fipe e o portal ZAP Imóveis, é calculado com base no preço médio do m2 de apartamentos prontos em 20 municípios brasileiros a partir de anúncios da internet. A metodologia utilizada para o cálculo do Índice FipeZap está disponível em http://www.fipe.org.br.

 prodetec-var-mens-pre-imo-anu

Postada em 7 jan 2016.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.