Anuncie Aqui

AGRICULTURA. MILHO E FEIJÃO BARRAM QUEDA MAIOR DA SAFRA DE GRÃOS DO NORDESTE

Rio de Janeiro (Agência Prodetec) – De acordo com os dados divulgados pelo IBGE, esta semana, a safra de grãos do Nordeste de 2016 deve registrar queda de 4,7% em relação à do ano passado, totalizando 15,8 milhões de toneladas ante 16,6 milhões de toneladas anteriormente.

Fortemente influenciada pelo retrocesso ocorrido no cultivo da soja, esse desempenho só não foi pior em virtude da recuperação de duas outras culturas tradicionais no Nordeste: feijão, com aumento de 31,3% sobre a safra de 2015; e milho, com acréscimo de 21,6% na mesma base comparativa.

A produção nordestina de algodão em caroço também impactou negativamente no volume da safra da região. Na comparação com 2016, a estimativa dos técnicos é de um recuo de 27,9% n safra algodoeira.

No caso do cacau e do arroz o nível de produção permaneceu praticamente inalterado, enquanto o do café deve avançar 2,8% e o da mamona 12,1%.

Conforme o último levantamento de safra do IBGE, a área colhida de grãos no Nordeste cresceu 2,3% na previsão de abril último, alcançando 7.887 mil hectares ante 7.710 mil hectares, em 2015.

Outros produtos

O trabalho do IBGE relaciona também as estimativas para outras culturas tradicionais do Nordeste, este ano.

No caso da cana, por exemplo, o cenário melhorou um pouco em relação ao do ano passado. A previsão dos técnicos é de uma safra de 68,8 milhões de toneladas, acréscimo de 2,4% no volume e de 2,3% na área (1.170 mil hectares).

A produção de cebola deve apresentar desempenho satisfatório, com avanço de 9,8%, para 327 mil toneladas, embora a área tenha crescido apenas 2,5%, o que reflete ganhos de produtividade.

A laranja também deve melhorar um pouco, este ano (+1,8% na produção e 1,5% na ampliação da área). Já em relação à mandioca, a área colhida deve diminuir 3,6%, mas a safra deve avançar 4,8%.

NORDESTE. ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO (T), ÁREA (HA) E VARIAÇÃO (%) DOS PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS, EM ABRIL DE 2016.

PRODUTO

AREA COLHIDA (HA)

VAR. (%)

PRODUÇÃO (T)

VAR. (%)

Algodão

322.484

-12,6

964.564

-27,9

Arroz

299.664

-12,3

491.473

0,0%

Café

488.409

6,5

136.017

0,4

Cacau

174.091

0,0

226.620

2,8

Cana

1.170.556

2,3

68.853.908

2,4

Cebola

11.288

2,5

327.058

9,8

Feijão

1.578.893

10,5

868.230

31,3

Laranja

113.839

1,5

1.584.436

1,8

Mamona

110.340

5,7

85.168

12,1

Mandioca

535.686

-3,6

5.556.094

4,8

Milho

2.652.553

8,2

7.285.019

21,6

Soja

2.842.108

-0,8

6.374.267

-23,9

Fonte: IBGE-LSPAAbril2016. Elaboração Agência Prodetec. 

Postada em 15 Maio 2016.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.