Anuncie Aqui

ECONOMIA DE PERNAMBUCO RECUA COM FALTA DE INVESTIMENTOS E SAFRA RUIM

Brasília (Agência Prodetec) - O PIB de Pernambuco caiu 2,4% no primeiro trimestre de 2016, em relação ao quarto trimestre de 2015, com recuos de 7,3% no setor primário, de 3,6% no setor secundário, e de 1,4% no setor terciário.

É o que informa o último boletim regional divulgado pelo Banco Central, acrescentando que esse processo de retração tende a continuar, ainda que o IBCR-PE tenha variado 0,2% no trimestre findo em maio sobre o encerrado em fevereiro quando tinha registrado retrocesso de 2,4%.

Para os pesquisadores do Banco Central, a trajetória de retração da atividade econômica em Pernambuco a partir de 2015 está associada ao recuo dos investimentos públicos e privados, em especial aqueles relacionados com a refinaria de petróleo e o polo naval, bem assim à quebra da safra de cana do estado.

Segundo eles, esse processo registrou, aparentemente, relativa acomodação no trimestre encerrado em maio, quando o IBCR-PE variou 0,2% em relação ao trimestre finalizado em fevereiro. Com uma ressalva: as atividades da refinaria e da montadora, em operação a partir de 2015, ainda não estão contempladas pelo IBCR-PE, mas já influenciam as exportações estaduais, tanto que superaram o volume representado pelas vendas externas de açúcar.

Conforme o boletim regional do Banco Central, a melhora das expectativas dos empresários industriais e o aumento dos emplacamentos dos automóveis constituem indicativos de melhora da atividade econômica de Pernambuco para os próximos trimestres.

Retomada em 2018

Um outro estudo, sob responsabilidade da Ceplan, consultoria liderada pela professora Tânia Bacelar (UFPE), considera que o panorama econômico do estado até 2017 ainda deve ser afetado pelo ambiente nacional que continua impregnado de instabilidade.

Nesse trabalho, cuja síntese foi divulgada recentemente pelo Jornal do Comércio, a economista pernambucana prevê queda em volta de 3% para o PIB de Pernambuco, em 2016, e um pouco menor (cerca de -0,5%) no próximo ano. Segundo ela, a recuperação somente viria em 2018, com crescimento estimado em 1,5%.

Postada em 12 Ago. 2016.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.