Anuncie Aqui

CONAB OTIMISTA COM NOVA SAFRA DE GRÃOS DO NORDESTE

Brasília (Agência Prodetec) - O segundo levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que a produção de grãos do Nordeste para o ano agrícola 2016/17 pode variar de 15,6 milhões a 16,3 milhões de toneladas.

Em âmbito nacional, a safra ficaria entre 210,9 e 215,1 milhões de toneladas, o que seria a maior safra da história.

Caso se confirmem as expectativas dos técnicos da Conab, o crescimento da produção do Nordeste seria da ordem de 65% sobre a safra anterior contra até 15,6% no país como um todo.

Em termos de área plantada, a previsão é de um aumento de até 4,4% no Nordeste (de 7.395,3 para 7.720,3 milhões de hectares), enquanto no Brasil pode ficar entre 58,5 e 59,7 milhões de hectares, 2,3% superior à safra 2015/16.

De acordo com os dados, a estimativa é de crescimento da área plantada nos três maiores produtores de grãos do Nordeste, a saber: Bahia (até 8,1%), Maranhão (até 3,4%) e Piauí (até 3,1%). Nos demais estados a tendência é de estabilidade.

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE ÁREA PLANTADA SAFRA 2016/2017, POR ESTADO. EM MIL HECTARES. PRODUTOS SELECIONADOS (*).

REGIÃO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

ESTADO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

MA

 1.420,1

 1.423,9

1.469,0

0,3

 3,4

PI

1.360,0

 1.326,8

1.402,5

(2,4)

3,1

CE

850,3

850,3

 850,3

 -

 -

RN

56,6

 56,6

 56,6

-

-

PB

173,1

 173,1

 173,1

 -

 -

PE

386,5

 368,0

 386,5

 (4,8)

-

AL

61,6

 61,6

 61,6

 -

-

SE

195,9

195,9

 195,9 

-

-

BA

2.891,2

2.981,8

 3.124,8

 3,1

 8,1

NORDESTE

7.395,3

7.438,0

7.720,3

 0,6

 4,4

Fonte: Conab. (1) Base: Nov.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Produção

Se as previsões da Conab forem ratificadas no campo, a safra nordestina de grãos será uma das maiores da história com incremento de 65% sobre a do ano passado quando alcançou 9,9 milhões de toneladas. Todos os estados da região sinalizam aumento na produção, com destaque para Sergipe (+269%), Ceará (+120,4%) e Piauí (+108,7%).

Em termos absolutos, as maiores safras serão colhidas pelos estados da Bahia (até 7,9 milhões de toneladas), Maranhão (até 3,7 milhões de toneladas) e Piauí (até 3,1 milhões de toneladas).

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE PRODUÇÃO SAFRA 2016/2017, POR ESTADO. PRODUTOS SELECIONADOS (*). EM MIL TONELADAS.

REGIÃO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

ESTADO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

MA

   2.481,7

 3.545,3

3.660,2

42,9

47,5

PI

  1.480,5

 2.910,1

 3.090,4

 96,6

 108,7

CE

227,4

501,1

501,1

 120,4

 120,4

RN

18,3

 24,6

 24,6

 34,4

 34,4

PB

33,1

 64,1

64,1

 93,7

93,7

PE

67,9

 122,4

 129,1

 80,3

 90,1

AL

44,5

50,4

 50,4

 13,3

 13,3

SE

223,0

823,1

 823,1

269,1

 269,1

BA

5.292,8

 7.534,1

 7.937,7

 42,3

 50,0

NORDESTE

  9.869,2

 15.575,2

16.280,7

 57,8

65,0

Fonte: Conab.  (1) Base: Nov.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Rendimento das culturas

Mesmo com a persistência da seca em praticamente todos os estados do Nordeste, todos eles estimam avanços significativos nos índices de produtividade.

O desempenho regional subiu 57% na comparação entre as duas últimas safras, com média de 2.102 quilos por hectare, mas continua longe da média nacional aguardada para 2017 (de 3.606 kg/ha).

O destaque nessa variável deve ficar com Sergipe com avanços da ordem de 269,2% no rendimento das culturas, recuperando-se da queda ocorrida na safra de 2016. Ceará (+120,7%) e Piauí (+101,9%) também se sobressaíram na elevação da produtividade.

NORDESTE. INDICES DE PRODUTIVIDADE PREVISTOS POR ESTADO SAFRA 2016-2017. QUILOGRAMA POR HECTARE.

ESTADO

RENDIMENTO 2016

RENDIMENTO 2017

VARIAÇÃO 2017/2016

Maranhão

1.748

 2.491

 42,5

Piauí

 1.089

 2.199

 101,9

Ceará

267

589

120,7

Rio G. do Norte

323

 435

 34,6

Paraíba

191

 370

93,9

Pernambuco

176

333

 89,4

Alagoas

722

 818

 13,3

Sergipe

1.138

 4.202

 269,2

Bahia

1.831

 2.534

 38,4

NORDESTE

1.335

2.102

57,4

BRASIL

3.191 

 3.606

 13,0

Fonte: Conab.  (1) Base: Nov.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Produtos

Exceto pelo sorgo, de pouca representatividade no conjunto da agricultura do Nordeste, todas as demais culturas de grãos tiveram incremento de produção projetado para a próxima safra.

A variação para o algodão (caroço) deverá situar-se entre 18% e 24% acima da safra anterior, com produção de 840 mil a 918 mil toneladas. Por sua vez, o arroz deverá crescer entre 7,5% e 9,4%, totalizando até 430 mil toneladas, enquanto o feijão poderá apresentar crescimento de até 70% sobre a safra de 2016, com produção de 575 mil toneladas.

No caso do milho, os técnicos da Conab estimam aumento de até 59% na produção, alcançando 5,5 milhões de toneladas. A mamona 18 mil e 20 mil toneladas, com incremento entre 33% e 44% sobre a safra anterior.

A projeção para a soja é de crescimento de 72 % a 78% na produção, a qual pode variar de 8,7 milhões a 9,1 milhões de toneladas.

NORDESTE. ESTIMATIVA1 DE PRODUÇÃO SAFRA 2016/2017. PRODUTOS SELECIONADOS (*). EM MIL TONELADAS.

PRODUTO/

SAFRA 2015/2016

SAFRA 2017 PREVISÃO

VAR. (%)

PRODUTO

      (a)

Limite inferior (b)

Limite superior (c)

b/a

c/a

Algodão em caroço

709,0

839,6

 918,6 

 18,4 

 29,6

Arroz

393,7

 423,3 

 430,6 

 7,5 

 9,4

Feijão

340,4

 566,4

575,7

66,4

69,1

Mamona

14,1

 18,7

20,3

 32,6

44,0

Milho

3.475,6

5.188,9 

  5.529,2 4

49,3 

59,1

Soja

5.107,1

 8.761,4

9.061,1

 71,6

 77,4

Sorgo

91,4

 90,9

90,9

(0,5)

(0,5)

Fonte: Conab.  (1) Base: Nov.16. (*) Caroço de algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, centeio, cevada, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trigo e triticale.

Postada em 15 Nov. 2016.

Voltar

 

NO NORDESTE, PREÇOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL POUCO VARIAM EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O Índice Nacional da Construção Civil apurado pelo IBGE PI) em outubro apresentou...

PIB DO NORDESTE PERMANECE CONCENTRADO EM 4 ESTADOS

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. Dados das Contas Regionais relativas a 2015, divulgados pelo Instituto Brasileiro...

SALDO DE CRÉDITO DO NORDESTE CONTINUA A CAIR, EM OUTUBRO

Agência Prodetec – Brasília – 01 dezembro 2017. O saldo de empréstimos do sistema financeiro do Nordeste alcançou R$ 396 bilhões...

Estudos e Pesquisas

PIB DO NORDESTE CRESCE ENTRE 2002 E 2015, MAS PERMANECE DISTANTE DAS REGIÔES MAIS RICAS

Crescimento do PIB foi negativo em 2015 para todos os estados brasileiros, mas a participação do Nordeste no agregado nacional melhorou, de 13,9% para 14,2%, ainda muito longe da representatividade do Sudeste que responde por 54% do PIB do país. Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. O estudo "Contas Regionais do Brasil 2002-2015" divulgado pelo IBGE mostra que...

ESTUDO MOSTRA CEARÁ E MARANHÃO COM A MELHOR SITUAÇÃO FISCAL DO PAÍS, EM 2016.

Uma análise realizada por pesquisadores cariocas indica que estados pobres como Ceará e Maranhão apresentam situação fiscal bem melhor que os chamados estados ricos, com desempenho superior em aspectos como dívida, despesa com pessoal, disponibilidade de caixa e investimentos. AGÊNCIA PRODETEC ΩΩ [ABRIL 2017] Rio de Janeiro – A situação fiscal da maioria dos estados do Nordeste é melhor que a apresentada...

Veja também

GOVERNO FEDERAL SE APROPRIA DE RECURSOS DO FNE PARA FINANCIAR BOLSAS DE ESTUDOS

A proposta para o próximo ano prevê aplicações no montante de R$ 23,9 bilhões e, além dos setores tradicionais, o...

EXPORTAÇÃO DE CAFÉ DO NORDESTE RECUOU EM 2017

Agência Prodetec - Rio de Janeiro – 01 dezembro 2017. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Comercio Exterior e Serviços...

VALOR DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA (VBP) DO NORDESTE CHEGA A R$ 42,4 BILHÕES EM 2016

Brasília (Agência Prodetec) - De acordo com Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Valor Bruto da Produção agropecuária...

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.