Anuncie Aqui

MadeInNordeste

NORDESTE. GIGANTES DO SETOR DE GRÃOS REDUZIRAM EXPORTAÇÕES

Brasília (Agência Prodetec) - Item destacado na pauta de vários estados da região, as commodities agrícolas perderam terreno nas exportações do Nordeste, em 2013. Considerado o conjunto das 40 maiores empresas exportadoras regionais, de sete grupos do segmento de grãos apenas um teve desempenho positivo. Os demais reduziram suas vendas externas no ano, totalizando 37% no caso da gigante Cargill.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as seis empresas somaram exportações de US$ 1,7 bilhão, dos quais US$ 1,1 bilhão a cargo da Bunge (US$ 752 milhões) e Cargill (US$ 421 milhões). Em 2013, as duas perderam posição na pauta regional comparativamente ao ano anterior.

Leia
 
NORDESTE EXPORTAÇÕES. APESAR DA QUEDA NAS VENDAS, PETROBRAS MANTEM LIDERANÇA

Brasília (Agência Prodetec) – As exportações da Petrobras no Nordeste registraram decréscimo de 20,6% em 2013 em relação a 2012. Contudo, a petroleira brasileira continua liderando com folga o ranking das maiores empresas exportadoras da região, com mais de 10% de tudo quanto o Nordeste vendeu no exterior em 2013 (US$ 17,2 bilhões).

As vendas da Petrobras alcançaram US$ 1.854 milhões ante US$ 2.337 milhões no ano anterior. Em segundo lugar aparece a CCI Construções offshore S.A, mas dada a singularidade da exportação (o produto – uma plataforma vendida à Petrobras - não chega a sair do Brasil, embora a operação seja registrada no exterior). Assim, optou-se por não considerar a posição da CCI no ranking, ficando a Braskem em segundo lugar, com vendas de US$ 1.184 milhões.

Leia
 
NORDESTE QUEDA NA EXPORTAÇÃO DE AÇÚCAR SUPERA 22% EM 2013

Brasília, 3 Fev.2014 (Agência Prodetec) - As vendas externas de açúcar em bruto do Nordeste, ano passado, decresceram 22,8% em relação a 2012, totalizando US$ 809 milhões. Com isso, o produto caiu da quinta para a sexta posição na pauta regional, com participação de 4,68% contra 5,58% em 2012.
O decréscimo também se verificou no volume físico exportado no período: de 1.892 mil toneladas, em 2012, para 1.728 mil em 2013.

Nos últimos cinco anos, o comportamento das vendas externas de açúcar em bruto caracterizou-se por subidas e quedas. Dos US$ 618 milhões à época da crise internacional (2008) o volume cresceu para US$ 732 milhões no ano seguinte, US$ 1.131 milhões, em 2010, e US$ 1.618 milhões, em 2011. Nos anos seguintes, as exportações despencaram para US$ 993 milhões (2012) e US$ 809 milhões (2013).

Leia
 
EXPORTAÇÕES DE OURO DO NORDESTE ALCANÇARAM US$ 209 MILHÕES EM 2013

Brasília, 01 fev 2014 (Agência Prodetec) – De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações de ouro em barra do Nordeste alcançaram US$ 209,3 milhões, em 2014, colocando-se como o 15º produto mais importante da pauta regional. A cifra apurada correspondeu ao embarque de 4.724 quilos do metal.

Em relação ao ano anterior, quando atingiram US$295,3 milhões e 5.495 quilogramas, as vendas experimentaram queda de 29,1% no valor e de 14% no volume físico. Os estados da Bahia, com US$ 109,5 milhões, e do Maranhão, com US$ 98,6 milhões, são os principais produtores de ouro em barra do Nordeste.

Com isso, a participação do ouro no total das exportações nordestinas sofreu ligeira retração: de 1,57%, em 2013, para 1,21%, ano passado.

Leia
 
NORDESTE EXPORTAÇÃO. DÉFICIT MAIOR FICA COM PERNAMBUCO E MARANHÃO

Brasília, 15 jan. 2014 (Agência Prodetec) – Os estados de Pernambuco e Maranhão lideram a balança comercial nordestina em matéria de saldo negativo. Juntos, responderam por quase 90% de todo o déficit regional registrado em 2013, cerca de US$ 10,5 bilhões.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o déficit pernambucano ficou em US$ 4.832 milhões, um pouco abaixo do verificado em 2012 (US$ 5.275 milhões). No caso do Maranhão, saltou para US$ 4.490,9 milhões, aumento de 11,2% sobre o ano anterior.

Considerado o acumulado do último quadriênio, os dois estados somaram saldo negativo da ordem de US$ 29,2 bilhões em suas trocas comerciais com o exterior. Desse total, Pernambuco totalizou US$ 16,6 bilhões e o Maranhão, US$ 12,6 bilhões.

Leia
 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Próximo > Fim >>

Página 21 de 30

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.