Anuncie Aqui

MadeInNordeste

BALANÇA COMERCIAL DO NORDESTE SEGUE DESEQUILIBRADA EM 2015

Brasília, 15 Julho 20915 (Agência Prodetec) – O saldo negativo da balança comercial do Nordeste continuou praticamente inalterado no primeiro semestre deste ano, relativamente ao comportamento do mesmo período do ano passado.

Conseqüência do desequilíbrio entre importações e exportações, esse saldo alcançou US$ 5.929 milhões, quase metade do registrado em todo o exercício de 2014 (US$ 12.800 milhões).

De acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comeri0o Exterior (MDIC), as vendas externas da região decresceram a um ritmo maior que as vendas durante o primeiro semestre deste ano. No primeiro caso, a redução foi de 11,7% e no segundo, de 8,1%.

Leia
 
NORDESTE. O DESTINO DOS BILHÕES DA EXPORTAÇÃO

Brasília, 15 Julho 2015 (Agência Prodetec) - Dois terços das divisas obtidas pelo Nordeste no primeiro semestre deste ano procederam de dois países apenas: China e Estados Unidos. A China manteve–se como o maior parceiro nordestino, aumentando em 50% sua participação no total, que evoluiu de 14,2% para 21,3%, enquanto a dos Estados Unidos caiu de 13,2% para 11,9%.

Dos dez principais destinos das exportações do Nordeste, as maiores quedas foram Antilhas Holandesas (58,6%), Holanda (41%), Estados Unidos (20,6%) e Argentina (14,3%). Na outra ponta, os destaques foram para França, com crescimento de 33,4%, China (32,6%) e Itália (27,3%).

Leia
 
NORDESTE. CRISE E SECA PROVOCAM ESTRAGOS NA EXPORTAÇÃO DO CEARÁ

Brasília, 15 Jul.2015 (Agência Prodetec) – Os efeitos de três anos seguidos de secas no estado e da crise na economia brasileira já provocam prejuízos sobre os níveis das exportações do Ceará. No primeiro semestre deste ano a queda foi de 36,1% sobre o mesmo período do ano passado.

Ao lado de Pernambuco (-27,3%), o desempenho cearense foi o pior entre os estados do Nordeste, sendo três vezes maior que a média regional (-11,7%). As vendas cearenses para o exterior no primeiro semestre somaram US$ 480,2 milhões ante US$ 751,6 milhões no mesmo período de 2014.

De acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o retrocesso foi quase generalizado entre os estados nordestinos. As únicas exceções foram o Piauí, cujas exportações cresceram 105%, Maranhão (+36,1%) e o Rio Grande do Norte (+36,9%).

Leia
 
SOJA DESBANCA FUEL-OIL E LIDERA EXPORTAÇÃO NO NORDESTE

Brasília, 06 Jul 2015 (Agência Prodetec) – De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) a soja em grão foi o produto mais vendido pelo Nordeste durante o primeiro semestre deste ano.

As vendas do produto totalizaram US$ 875,6 milhões, acréscimo de 4,57% sobre o mesmo período de 2014. No primeiro semestre do ano passado, ficaram em segundo lugar, com US$ 837,3 milhões, contra US$ 968,1 milhões de fuel-oil.

Esse montante, que correspondeu ao embarque de 2,2 milhões de toneladas de grãos, representou 13,2% de toda a exportação realizada pelo Nordeste no semestre (US$ 6.626 milhões). Em relação ao mesmo período de 2014, a participação elevou-se em dois pontos percentuais.

Leia
 
CRISE ECONÔMICA JÁ IMPACTA EXPORTAÇÃO DO NORDESTE

Brasília, 10 Julho 2015 (Agência Prodetec) - As exportações nordestinas seguem a tendência nacional e já registra impacto negativo em consequência da crise na economia do país. Desde 2012 que as vendas externas da região embicaram para baixo e no último semestre não foi diferente. Comparando-se com o primeiro semestre de 2014, a queda ficou em 11,7%, um pouco abaixo da média de 14,6% em âmbito nacional.

O total exportado pelo Nordeste no semestre alcançou US$ 6,6 bilhões, o equivalente a 7% das vendas nacionais (US$ 94,3 bilhões). O comportamento insatisfatório da pauta nordestina deve-se aos produtos industrializados, com peso relevante (75%) na pauta exportadora regional. Entre o primeiro semestre de 2015 e o de 2014, a redução foi de quase US$ 1 bilhão, com destaque para os manufaturados, com queda de 28,5%. As vendas dos produtos industrializados (manufaturados e semimanufaturados) decresceram de US$ 5.804 milhões no 1ºsem./14 para US$ 4.877 milhões este ano.

Leia
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 9 de 30

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.