Anuncie Aqui

MadeInNordeste

NO NORDESTE, EXPORTAÇÃO DO 1º SEMESTRE CONCENTRA-SE EM 10 GRUPOS EMPRESARIAIS

Brasília, 20 Jul.2015 (Agência Prodetec) – De acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC), de janeiro a junho deste ano dez empresas apenas responderam por quase metade das exportações do Nordeste, um quadro que ratifica a grande concentração existente no comércio exterior regional. Dos US$ 6,6 bilhões exportados pelo Nordeste no período, US$ 3.042 milhões (46%) foram assegurados por esse pequeno grupo de empresas.

O MDIC relaciona 40 empresas do Nordeste com vendas externas totais da ordem de US$ 4,8 bilhões. Ou seja: todas as demais exportadoras da região responderam pelo restante de tudo quanto foi embarcado pelos estados nordestinos no semestre, o equivalente a US$ 1,7 bilhão.

Leia
 
CHINA LIDERA IMPORTAÇÃO DE QUATRO ESTADOS DO NORDESTE

Brasília, 16 Jul.2015 (Agência Prodetec) – De acordo com dados do Ministéro do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC), a China foi o segundo maior fornecedor de produtos do Nordeste, este ano, logo após os Estados Unidos. Mas em quatro estados da região o gigante asiático aparece como o principal parceiro: Ceará, Piauiu, Paraíba e Alagoas.

No geral, as importações nordestinas somaram US$ 12.555 milhões no primeiro semestre deste ano. Em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 13.734 milhões) houve um decréscimo de 8,5%. Desse montante, a China participou com US$ 1.199 milhões, o equivalente a 9,5% do total regional, e os Estados Unidos com US$ 2.205 milhões (17,5%).

Leia
 
BALANÇA COMERCIAL. NORDESTE CONTINUA IMPORTANDO MAIS DO QUE EXPORTA

Brasília, 10 Maio 2015 (Conjuntura) – As exportações do Nordeste atingiram US$ 4.098 milhões no primeiro quadrimestre de 2015, o equivalente a 7,9% do total nacional. O decréscimo foi de 9,9% sobre o mesmo período do ano passado quando as vendas somaram US$ 4.552,5 milhoes.

Nesse primeiro quadrimestre, as importações experimentaram 1,2% de aumento, somando US$ 9.098 milhoes ante US$ 8.985 milhões em igual intervalo do ano passado.

No acumulado do ano, até abril último, o déficit da balança comercial do Nordeste totalizava US$ 4.999,9 milhoes contra US$ 4.432,3 milhoes entre janeiro e abril de 2014.

Leia
 
10 MAIORES GRUPOS DE EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO DO NORDESTE

Brasília, 10 Maio 2015 (Agência Prodetec) - De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC) do total exportado pela região Nordeste, nos primeiros quatro meses de 2015, 46% (US$ 1.885 milhões) foram resultados da ação de dez empresas: Bahia Sul Celulose, Paranapanema, Braskem, Alcoa, Petrobras, Ford Motor, Veracel Celulose, Cargill Agrícola, Bunge Alimentos e BHP Billiton Metais.

As vendas realizadas pela primeira colocada, uma das gigantes do setor de papel e celulose no Brasil, totalizaram US$ 487,6 milhões, incremento de 45,7% sobre o período janeiro-abril de 2014. No caso da mineradora Paranapanema, segundo maior exportadora da região no período, o crescimento foi de 40%, para US$ 246 milhões.

Leia
 
NORDESTE. PRODUTOS SEMIMANUFATURADOS E BÁSICOS DOMINAM PAUTA DAS EXPORTAÇÕES

Brasília, 10 Maio 2015 (Agência Prodetec) - A apreciação do dólar frente ao real nos últimos meses provoca recuo da participação dos produtos manufaturados na pauta de exportação e crescimento dos produtos básicos. Hoje, parte expressiva do comércio exterior do Nordeste continua concentrada em bens de baixa e media intensidade tecnológica.

As vendas são embaladas, principalmente, pela demanda e variação dos preços das commodities metálicas e agrícolas no mercado internacional, representando praticamente mais de 90% no caso de estados como o Maranhão (grãos e minérios), Piauí (grãos) e Alagoas (açúcar).

Leia
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 30

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.