Anuncie Aqui

BALANÇA COMERCIAL NORDESTE: CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS É A GRANDE VILÃ

Brasília, 30 Jul.2013 (Agência Prodetec) – O déficit recorde na balança comercial do Nordeste durante o primeiro semestre deste ano, cerca de US$ 6,5 bilhões, é basicamente consequência do aumento das importações de produtos da cadeia de petróleo e gás.

O desempenho do principal grupo do setor, a Petrobras, mostra que suas vendas no período alcançaram US$ 683 milhões (US$ 52 milhões da Distribuidora) ante US$ 5.858 milhões de importações.

Em relação ao primeiro semestre de 2012, as exportações nordestinas da Petróleo Brasileiro S.A decresceram 43,8% contra um aumento de apenas 3% da Petrobras Distribuidora. No mesmo intervalo, as compras externas do grupo aumentaram 10,8%.

Aumento de 200%

Durante o semestre, a importação da maioria dos produtos da cadeia produtiva petróleo e gás experimentou pequenos aumentos ou mesmo declínio.

O óleo diesel, por exemplo, item mais relevante do segmento, com US$ 2,4 bilhões, teve acréscimo de apenas 1,2% (de US$ 2.391 milhões, em jun.2012, para US$ 2.412 milhões). O querosene de viação recuou 18%, para US$ 401,6 milhões; o propano liquefeito, 15,2%, para US$218,4 milhões; o butano, 19,1%, para US5 77,2 milhões; a nafta 8,1%, para US$ 763,4 milhões; e o óleo bruto, 3,4%, para US$ 54,2 milhões.

O coque calcinado teve também redução de 44,5% nas compras externas, de US$ 52,6 milhões para US% 29,2 milhões, quase o mesmo percentual observado para o betume de petróleo (45,1%, de US$ 48 milhões para US$ 26,3 milhões).

As importações de gás natural liquefeito, por sua vez, registraram aumento de 201% entre o primeiro semestre do ano passado (US$ 188,2 milhões) e o atual (US% 414,4 milhões). No caso do gás liquefeito de petróleo (GLP) a elevação foi maior: 217,5%, passando de US$ 15,4 milhões para US$ 48,9 milhões. O coque não calcinado teve variação de 41,3% (de US$ 34,8 milhões para US$ 49,3 milhões).

=.=.=.=.=.

ncpgeips

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.