Anuncie Aqui

NORDESTE: IMPORTAÇÃO ALTA E EXPORTAÇÃO MENOR DESARRANJAM BALANÇA COMERCIAL

Brasília, 20 Nov. 2013 (Agência Prodetec) – As importações efetuadas pelo Nordeste em outubro último cresceram 26% em relação a setembro, totalizando US$ 2.758 milhões ou 115,7% acima das exportações de US$ 1.278 milhões. Com esse déficit (US$ 1.479 milhões) elevou-se para US$ 9.754 milhões o saldo negativo da balança comercial do Nordeste até outubro. 

No acumulado desde janeiro, as vendas externas do Nordeste somaram US$ 13.459 milhões contra US$ 15.837 milhões no mesmo período do ano passado, queda de 15%. Por sua vez, as importações atingiram US$ 23.213 milhões ante US$ 20.709 milhões em igual intervalo de 2012, alta de 12%.

Esse nível de déficit não tem precedentes na economia do Nordeste e supera o registrado em todo o exercício de 2012 (US$ 7.232 milhões). Trata-se do quarto ano seguido de saldos negativos na balança comercial nordestina. O último superávit aconteceu em 2009 (US$ 820,5 milhões).

US$ 5 bi anuais

A média do déficit anual nos últimos cinco anos deve ultrapassar os US$ 5 bilhões, pois o total entre 2008 e 2013 eleva-se a US$ 23.249 milhões, faltando acrescentar os resultados de novembro e dezembro.

No quinquênio, as exportações foram afetadas pela crise internacional deflagrada em 2008, decrescendo 25% em 2009. Mas nos dois anos seguintes houve recuperação, voltando a cair ligeiramente em 2012.

Pelo lado das importações, salvo em 2009, os saldos cresceram: 31,8% em 2008, 63% em 2010, 37% em 2011 e 7,7 em 2012.

nbc0813vm

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.