Anuncie Aqui

DÉFICIT DA BALANÇA COMERCIAL DO NORDESTE TEM PETROBRAS COMO VILÃ

Brasília, 30 Nov.2013 (Agência Prodetec) – A Petrobras vai se transformando na grande vilã da balança comercial do Nordeste, cujo déficit atingiu níveis históricos este ano. No acumulado janeiro-outubro o saldo negativo somou US$ 9.754,3 milhões, resultado de exportações de US$ 13.459,4 milhões e importações de US$ 23.213,7 milhões.

A petroleira brasileira, sozinha, teve um déficit de US$ 7.411,8 milhões ou 76% do conjunto da região. No Nordeste, as exportações da Petrobras entre janeiro e outubro deste ano alcançaram US$ 1.428,5 milhões, queda de 25,8% sobre o mesmo período de 2012 quando somaram US$ 1.926,2 milhões. Foram excluídas desse total US$ 83,1 milhões correspondentes às vendas da subsidiária Petrobras Distribuidora.

No caso das importações, o crescimento jan.-out.2012/jan.-out.2013 foi de 20,2%, passando de US$ 7.355,4 milhões para US$ 8.840,3 milhões.

Combustíveis e lubrificantes

A participação da Petrobras na pauta exportadora regional caiu de 12,1% para 10,6% considerados os períodos jan.-out.2012/jan.-out.2013. Já as importações, proporcionalmente, aumentaram de 35,5% para 38,1%.

Vale salientar que, na posição de outubro último, a conta 'combustíveis e lubrificantes' totalizou US$ 9.399,8 milhões ou 40,5% das importações globais do Nordeste.

n10mgivm

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.