Anuncie Aqui

NORDESTE EXPORTAÇÃO. MULTINACIONAIS MONOPOLIZAM VENDAS NO MARANHÃO

Brasília, 29 Nov.2013 (Agência Prodetec) – As empresas transacionais continuam dominando as exportações maranhenses em 2013. Do volume de vendas do Estado entre janeiro e outubro, mais da metade foi de responsabilidade de quatro diferentes grupos ligados à comercialização de commodities minerais e agrícolas.

Conforme dados do MDIC-Secex, se a esse quarteto forem acrescidos os seis grupos seguintes, a participação no total salta de 53,4% para 85%. Isso mostra quão concentrada se encontra a pauta exportadora estadual, tanto em termos de atores empresariais quanto de produtos.

As exportações do Maranhão decresceram 24,7% entre jan.out./2013 (US$ 2.031,6 milhões) e jan.out./2012 (2.698,9 milhões). Mesmo assim, o estado continua como o segundo maior polo de vendas externas do Nordeste, após a Bahia.

As importações no mesmo período cresceram 5,2%, totalizando US$ 5.789,8 milhões, dos quais 76,6% ou US$ 4.439,1 milhões a cargo da Petrobras.

Ranking de exportadoras

Com participação de 18,6%, equivalentes a US$ 378,3 milhões, a Alcoa World, a gigante do alumínio, lidera o ranking exportador do Maranhão. A Bunge Alimentos aparece em segundo lugar, com US$ 335,8 milhões (16,5%), seguida da anglo australiana BHP Billiton Metais, com US$ 189,4 milhões (9,3%) e da Cargill Agrícola, com US$ 182,6 milhões (8,9%), na quarta colocação.

A relação abaixo mostra as empresas com vendas acima de US$ 1 milhão na posição de outubro de 2013 e a sua situação no mesmo período de 2012.

mecead1m

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.