Anuncie Aqui

NORDESTE EXPORTAÇÃO. BAHIA E MARANHÃO LIDERAM AS VENDAS

Brasília, 12 Fev 2016 (Agência Prodetec) – A análise das exportações do Nordeste no ano passado revela que, exceto por Bahia, Ceará e Paraíba, todos os demais estados da região apresentaram crescimento em 2015: Piauí (57,1%), Rio Grande do Norte (26,5%), Sergipe (22,6%), Pernambuco (10,9%), Maranhão (9,1%) e (6,8%) e Alagoas. No caso cearense, o decréscimo totalizou 28,9%, contra 15,3% da Bahia e 20,9% da Paraíba.

Em termos absolutos, entretanto, Bahia e Maranhão continuaram liderando as vendas externas do Nordeste, em 2015, com US$ 7.883 milhões e US$ 3.050 milhões, respectivamente. O terceiro maior volume de receitas ficou com o Pernambuco (US$ 1.046 milhões), um pouco acima do Ceará (US$ 1.045 milhões).

Na sequência aparecem os estados de Alagoas (US$ 672,2 milhões) e Piauí (US$ 402,2 milhões), seguidos por Rio Grande do Norte (US$ 318 milhões), Paraíba (US$ 141,5 milhões) e Sergipe (US$ 95,6 milhões).

COMÉRCIO EXTERNO DO NORDESTE. RECEITA E CRESCIMENTO – 2015.

ESTADO

EXPORTAÇÕES – US$ Mil

VAR. (%)

IMPORTAÇÕES – US$ Mil

VAR.(%)

Maranhão

                   3.050.173

9,1

3.620.718

-48,7

Piauí

              402.206

57,1

                    110.960

-54,9

Ceará

            1.045.785

-28,9

               2.689.592

-10,4

R.G.Norte

318.040

26,5

247.528

-21,1

Paraíba

141.576

-20,9

                       570.014

-13,1

Pernambuco

                  1.046.582

10,9

                   5.066.603

-30,9

Alagoas

                     672.249

6,8

                       620.892

6,7

Sergipe

                      95.641

22,6

                       213.802

-7,14

Bahia

                  7.883.181

-15,3

                   8.286.872

-10,7

NORDESTE

            15.914.071

-7,85

             28.712.707

3,5

Fonte: MDIC. Elaboração Agência Prodetec.

Balança comercial

Mesmo com reduções significativas em suas importações ao longo do ano, 30,9% e 48,7%, respectivamente, os estados de Pernambuco e Maranhão responderam por mais de 80% do déficit registrado pela balança comercial do Nordeste, em 2015.

Isoladamente, Pernambuco apresentou o maior saldo negativo da balança nordestina, com US$ 6,4 bilhões, 52% acima do total apurado no Maranhão (US$ 4,2 bilhões). O Ceará, por sua vez, experimentou saldo negativo da ordem de US$ 1,5 bilhão. Na Paraíba, totalizou US$ 476 milhões enquanto em Sergipe e no Rio Grande do Norte alcançaram US$ 152 milhões e US$ 62 milhões, respectivamente.

No conjunto regional, o déficit chegou aos US$ 6,7 bilhões no ano passado ante US$ 12,8 bilhões em 2014. Vale salientar que desde 2010, o Nordeste não consegue obter superávit em sua balança comercial.

NORDESTE. SALDO DA BALANÇA COMERCIAL POR ESTADO – 2015/2014.

ESTADO

SALDO 2015 – US$ Mil

SALDO 2014 – US$ Mil

Maranhão

-3.050.173

-4.273.227

Piauí

291.246

9.622

Ceará

-1.643.807

-1.530.984

Rio Grande do Norte

70.511

-62.343

Paraíba

-428.438

-476.962

Pernambuco

-4.020.021

-6.389.268

Alagoas

51.358

47.929

Sergipe

-118.160

-152.270

Bahia

-403.691

28.868

NORDESTE

-6.771.546

-12.798.635

Fonte: MDIC. Elaboração Agência Prodetec.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.