Anuncie Aqui

PRESIDENTE DO BNB DEFENDE MARCO REGULATÓRIO PARA AVIAÇÃO REGIONAL

Fortaleza 11 Mar.2010 (Agência Prodetec) -- Com a intensificação dos vultosos investimentos para a Copa do Mundo de 2014, é preciso examinar e resolver rapidamente o problema da aviação regional, uma grande lacuna que afeta o turismo no Brasil e, sobretudo, no Nordeste. O passo inicial necessário é um esforço de regulamentação, sem a qual qualquer investimento na área será de alto risco e de difícil financiamento.

Ao defender um encaminhamento para essa questão, o presidente do Banco do Nordeste, economista Roberto Smith, afirma que a regulamentação deveria ser sequenciada com a abertura de concessões privadas para aeroportos regionais.

Em artigo incluído na última edição da revista Conjuntura Econômica (www.bnb.gov.br/etene/publicacoes/consulta), Smith fala também de outros problemas que, uma vez solucionados, impulsionariam o setor turístico regional. É o caso da atratividade turística no âmbito histórico-cultural que ainda é tratada de forma incompatível com sua relevância na região. Ou, ainda, da má resolução urbanística, ambiental, sanitária e de paisagismo, que atinge a faixa litorânea da região.

O artigo aborda também numerosas questões relacionadas com o Nordeste, desde as questões macros a aspectos mais pontuais de interesse da economia regional como os investimentos em infraestrutura, sobretudo através do PAC. Na opinião de Smith, respeitadas as diferenças históricas a aplicação desse volume de recursos representam para o Nordeste mais ou menos o que significou a instalação da usina de Paulo Afonso nos anos cinquenta.

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.