Anuncie Aqui

ARRECADAÇÃO FEDERAL CRESCE MAIS NO NORDESTE QUE NO BRASIL

Brasília (Agência Prodetec) - Apesar das desonerações fiscais e o ritmo 'devagar-quase parando' da economia brasileira nos últimos meses, a arrecadação tributária federal (exceto previdência social) no Nordeste continua crescendo.

No mês de julho, o aumento foi de 19,3% e, exceto pelo Maranhão, todos os estados nordestinos registraram alta no volume arrecadado. Em âmbito nacional, o incremento ficou em 5,6%.

O total arrecadado pela região alcançou R$ 4,7 bilhões ante R$ 3,9 bilhões em junho, o equivalente a 7,3% da arrecadação nacional de R$ 64,6 bilhões. As maiores contribuições referem-se ao Imposto de Renda, Cofins e CSLL tendo o IPI se mantido ligeiramente acima do nível observado em junho.

NORDESTE. ARRECADAÇÕES MAIS SIGNIFICATIVAS JULHO/JUNMHO 2014. EM R$ MILHÕES.

    Estado

     IPI 2014
 Julho       Junho

Imp. Renda 2014
 Julho            Junho

   COFINS  2014
Julho          Junho

         CSLL 2014
Julho                      Junho

Alagoas

     2,4          2,4

69,9              51,9

34,4               31,1

20,2                     9,5

Bahia

129,1      123,5

425,2          303,3

344,8          357,6

161,6                144,8

Ceará

  37,9        34,9

309,0          240,3

232,6          233,2

114,3                  54,0

Maranhão

    9,1          9,2

100,6            70,7

138,1          169,1

31,5                    14,3

Paraíba

    6,6          7,3

 109,8           85,3

56,3              54,5

34,8                    15,0

Pernambuco

  98,5        97,5

382,4          271,2

353,4          307,3

120,3                  58,5

Piauí

    3,4          4,6

67,5              47,3

28,4              29,5

23,6                    10,1  

Rio G. do Norte

    3,6           3,7

112,4            82,5

45,6               54,0

38,6                    17,2

Sergipe

    8,7           9,1

75,6             57,7

39,4               39,9

22,0                      9,6

 

Acumulado anual sem crescimento real

No comparativo julho 2013 com julho 2014, a arrecadação situou-se abaixo do IPCA 6,5% acumulado em 12 meses, tanto no Nordeste, com 4,7% de incremento nominal quanto no país como um todo (3,2%).

Na posição de julho último, a Bahia quase perdeu a posição de maior arrecadador de tributos federais no Nordeste, registrando uma pequena margem sobre Pernambuco. O total no estado alcançou R$ 1.293 milhões contra R$ 1.237 milhões de Pernambuco. Na sequência, com as participações mais expressivas aparecem Ceará, com R$ 865,7 milhões, e Maranhão, com R$ 342,7 milhões.

No período de 12 meses encerrado em julho, observa-se que entre as quatro maiores economias do Nordeste apenas Pernambuco apresentou um desempenho mais significativo (11%). Na sequência estiveram Ceará (9,1%), Maranhão (5,8%) e Bahia (0,9%), conforme mostra a tabela abaixo.

NORDESTE. ARRRECADAÇAO FEDERAL JULHO14, JULHO13, JUNHO14. EM R$ MIL.

Estado

Julho 2014 (a)

Julho
2013(b)

Junho 2014(c)

Var.% no Ano(a/b)

Var.% no Mês (a/c)

Alagoas

168.673

151.477

       123.038

11,3

37,1

Bahia

1.293.249

1.368.180

1.134.536

0,9

13,9

Ceará

865.753

793.446

722.372

9,1

19,8

Maranhão

342.772

323.900

345.374

5,8

-0,7

Paraíba

276.982

242.690

234.428

14,1

18,1

Pernambuco

1.237.981

1.114.990

956.287

11,0

29,4

Piauí

149.093

132.055

118.882 

12,9

25,4

Rio  G. Norte

251.406

249.723

210.687

0,6

19,3

Sergipe

176.427

169.659

145.468

3,9

21,2

Nordeste

4.762.336

4.546.120

3.991.072

4,7

19,3

Brasil

64.639.892

62.626.536

61.154.143

3,2

5,6

IPCA

---

---

---

6,5

---

Fonte: Receita Federal do Brasil, Elaboração Agência Prodetec.


Postada em 25 ago.2014

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.