Anuncie Aqui

NORDESTE. ESTOQUE DE CRÉDITO CRESCE MENOS ATÉ JUNHO

Brasília (Agência Prodetec) - O saldo das operações do sistema financeiro do Nordeste totalizou R$ 357 bilhões no final de junho último, aumento de 1,2% sobre o mês anterior e de 10,2% em 12 meses. No primeiro semestre, a variação foi de apenas 0,9%.

No âmbito nacional, o montante somou R$2.830 bilhões, com incremento de 0,9% no mês e 11,8% no acumulado de 12 meses. Do total, R$ 1.324 bilhões referem-se à participação das pessoas físicas e R$ 1.506 bilhões a de pessoas jurídicas. Conforme o Banco Central, o setor público respondeu por 52,6%% do estoque de crédito do país na posição de junho.

Convém salientar que em relação ao mês anterior, o saldo das operações de crédito realizadas no Nordeste em junho apresentou taxa de expansão menor que as exibidas pelo Norte (+1,3), Centro-Oeste (1,3%) e Sudeste (+1,3%) e acima da registrada no Sul (1,2%).

Os dados do Banco Central consideram na análise as operações de crédito, com saldo superior a R$ 5 mil, realizadas pelos bancos comerciais, bancos múltiplos, Caixa Econômica Federal, bancos de investimento, bancos de desenvolvimento, agências de fomento e sociedades de arrendamento mercantil.

NORDESTE. EVOLUÇÃO DO ESTOQUE DE CRÉDITO. JAN-JUN2014. EM R$ MILHÕES.

DATA                       PESSOA FÍSICA        PESSOA JURÍDICA         TOTAL              INADIMP. GERAL

 

jan/2014

186.265

167.590

353.856

3,66

fev/2014

187.498

167.908

355.407

3,60

mar/2014

187.869

156.457

344.326

3,79

abr/2014

190.904

157.611

348.515

3,79

mai/2014

194.135

158.875

353.011

3,85

jun/2014

197.429

159.908

357.337

3,83

Fonte: Banco Central.

Pessoas físicas e jurídicas

No final de junho, um pouco mais da metade do saldo das operações de crédito (55,2%) do Nordeste foi destinada às pessoas físicas (PF), sendo a parcela restante direcionada para pessoas jurídicas (PJ). Os empréstimos ao segmento de PF's alcançaram R$ 197,4 bilhões, avançando 1,6% no mês e 16,8% em 12 meses. No caso das pessoas jurídicas (R$159,9 bilhões), os incrementos foram de 0,6% e 3%, nas mesmas bases comparativas, evidenciando a desaceleração da economia também na região.

DISTRIUIÇÃO DO CRÉDITO. NORDESTE E BRASIL JUNHO 2014. EM R$ BILHÕES.

Item

Total

Var. (%)*
Mês  Anual

Pes.Física

Var.(%)*
 Mês    Anual

Pes. Jurídica

Var.(%)*
Mês      Anual

Brasil

2.830

0,9       11,8

1.324

1,0          14,3

1.506

0,9            9,7

Nordeste

357,3

1,2       10,2

197,4

1,6          16,8

159,9

0,6            3,0

Fonte: Banco Central.  (*) Variação em 12 meses, final de junho. 

Qualidade do crédito

Quanto à qualidade do crédito no Nordeste, o índice de inadimplência da região caiu de 3,85%, em maio, para 3,83%, em junho, valendo salientar que há 12 meses o índice era de 4,14%. Entre os estados, as maiores taxas de inadimplência foram registradas em Alagoas (5,07%) e no Maranhão (4,15%), enquanto as menores ficaram com Sergipe (3,48%) e Pernambuco (3,60%).

Para o Banco Central a inadimplência do sistema financeiro corresponde às operações com atrasos superiores a 90 dias.

NORDSTE. EVOLUÇÃO DA INADMPLÊNCIA SOBRE EMPRÉSTIMOS GLOBAIS

Data 
mês/AAAA

AL
%

BA
%

CE
%

MA
%

PB
%

PE
%

PI

%

RN
%

SE
%

NE total
%

jan/2014

4,89

3,65

3,72

4,23

4,57

2,90

3,91

3,36

3,71

3,66

fev/2014

5,05

3,56

3,60

4,20

4,44

2,84

3,82

3,44

3,72

3,60

mar/2014

5,07

3,66

3,62

4,28

4,50

3,44

3,90

3,45

3,64

3,79

abr/2014

4,86

3,65

3,74

4,27

4,40

3,44

3,75

3,50

3,75

3,79

mai/2014

5,10

3,60

3,97

4,22

4,46

3,56

3,79

3,63

3,65

3,85

jun/2014

5,07

3,65

3,86

4,15

4,32

3,60

3,83

3,67

3,48

3,83

Fonte: Banco Central.

Distribuição estadual

No Nordeste, os maiores incrementos no saldo das operações de crédito em junho, no comparativo com o mês anterior, ocorreram em Alagoas (1,9%) e na Paraíba (1,9%), seguidos por Maranhão (1,7%), Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte (1,2%) e Sergipe (1,1%). Na Bahia, a expansão foi de apenas 0,9% e em Pernambuco, 0,8%.

Em termos de volume, em junho o estoque de crédito regional estava concentrado nos estados da Bahia (R$ 104,8 bilhões), Pernambuco (R$ 67,2 bilhões) e Ceará (R$ 52,9 bilhões).

Exceto em Pernambuco, todos os demais estados registram desempenho positivo no primeiro semestre. Em território pernambucano, o saldo caiu de R$ 76,8 bilhões em janeiro para R$ 67,2 bilhões em junho último.

EMPRÉSTIMOS GLOBAIS POR ESTADO 1ºSEM./14. EM R$ MILHÕES.       

 

DATA

AL

 

BA
 

 

CE

 

MA

PB

 

PE

 

PI

 

RN

 

SE

 

NE total

Jan.

17.606

100.863

50.561

31.116

21.281

76.860

14.813

25.051

15.705

353.856

Fev.

17.716

101.232

50.939

31.222

21.398

76.978

14.922

25.204

15.795

355.407

Março

17.727

101.973

51.137

31.150

21.477

64.936

14.700

25.303

15.924

344.326

Abril

18.110

102.320

51.602

31.398

21.904

66.332

15.038

25.697

16.114

348.515

Maio

18.296

103.861

52.320

31.843

22.329

66.689

15.150

26.135

16.386

353.011

Junho

18.648

104.892

52.974

32.413

22.772

67.258

15.338

26.473

16.570

357.337

Fonte: Banco Central.

 

Postada em 25 ago.2014

Voltar

 

A agência Prodetec é uma ferramenta voltada para divulgar artigos, estudos e pesquisas
sobre assuntos relacionados com o Nordeste

Imagine Comunicação Digital

Todos os direitos reservados. Reprodução do material permitida mediante citação da fonte.